Estudo na Uenf mostra limitações do licenciamento e impactos ambientais do Porto do Açu

Após um meticuloso processo de estudo do processo de licenciamento do chamado Complexo Logístico Industrial do Porto do Açu, a bióloga Juliana Ribeiro completou sob minha orientação com êxito a última etapa da obtenção do seu título de Mestre em Ecologia e Recursos Naturais.

A dissertação intitulada “A avaliação de impacto ambiental (AIA) enquanto instrumento participativo e preventivo no contexto do Neodesenvolvimentismo: o caso do Complexo Logístico Industrial do Porto do Açu (CLIPA)”  foi examinada e aprovada no dia 01/04/2016, e passou por uma série de ajustes sugeridos pela banca examinadora para aumentar ainda mais seu rigor científico.

Entre os principais resultados estão a demonstração de que os RIMAs apresentados no processo de licenciamento realizado pela Instituto Estadual do Ambiente (Inea) não atendem critérios internacionais de qualidade, a verificação de que o incidente que causou o processo de salinização no V Distrito tem caráter persistente, e o estabelecimento de uma relação causal entre a construção do Terminal 2 e o processo de erosão na Praia do Açu.

O arquivo contendo esta dissertação pode ser obtido pelos interessados em conhecer os seus resultados (Aqui!).

Marketing acadêmico: defesa de projeto de dissertação que irá analisar o licenciamento do Porto do Açu

Hoje será um dia de “rito de passagem” de uma das minhas orientandas no Programa de Ecologia e Recursos Naturais (PGERN) da UENF. E o tópico que ela escolheu para realizar um trabalho que deverá lhe render o título de Mestre em Ciências é interessante tanto acadêmica quanto socialmente: o processo de licenciamento ambiental do Complexo Logístico Industrial do Porto do Açu.

A minha expectativa é que a partir da conclusão desta etapa, a mestranda possa começar seu minucioso processo de análise de modo a produzir um estudo que examine se todos os pressupostos inerentes à emissão de licenças ambientais foram cumpridos de forma eficiente neste caso que tanto me vem chamando a atenção nos últimos 6 anos.

latini