Candidatos do partido de Bolsonaro vandalizam placa póstuma de Marielle Franco. O que isso nos mostra sobre eles?

 A depredação da homenagem póstuma a Marielle Franco, barbaramente executada em março, realizada por 2 candidatos do PSL de Bolsonaro (ver imagem abaixo).

placa marielle
Eles são Rodrigo Amorim, que tenta a vaga de deputado estadual e foi candidato a vice em 2016 na chapa de Flávio Bolsonaro para a Prefeitura do Rio, e Daniel Silveira, candidato a deputado federal.

Agora, me digam, se esses dois são capazes de fazer este tipo de atentado à memória de alguém que foi assassinada por defender o direito dos mais pobres e socialmente marginalizados enquanto seu líder Jair Bolsonaro não está no poder, o que fariam depois se ele vier a ser eleito?

E, mais , o que estes dois poderão contribuir para a melhoria do parlamento brasileiro se forem eleitos?