Projeto Bichos do Pantanal leva ao ar 1º Webinar sobre o tema Conexão com a Natureza

Com convidados qualificados, evento virtual aborda a Importância da Conexão com a Natureza e o pós-pandemia

webinar

(27/07/2020) – Para trazer à luz a importância da conexão com natureza como forma pedagógica de Educação Ambiental para crianças e jovens, o Projeto Bichos do Pantanal, realizado pelo Instituto Sustentar, com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, promoverá no próximo dia 5 de agosto, às 15h (horário de Brasília e às 14h no Mato Grosso), o Webinar A Importância da Conexão com a Natureza o pós pandemia. O evento virtual é inédito e será dividido em dois blocos.

O primeiro envolve a Conexão de crianças e jovens com a natureza e é voltado para professores, educadores e pais. O tema é um convite para reflexão em torno do “pensar” em sintonia com sentimentos equilibrados capazes de formar pessoas com potencial para transformar a sociedade em que vivem.

Para este quadro, o evento conta com a mediação do jornalista Dal Marcondes, diretor executivo da agência Envolverde, e também Jornalista Amigo da Infância pela ANDI – Agência Nacional dos Direitos da Infância – animando o debate com os palestrantes Laís Fleury – coordenadora do Programa Criança e Natureza do Instituto Alana, Rodrigo Cavasini – profº doutor em ciências do movimento humano e atividades físicas ao ar livre na PUC-RS, e Dra Ana Lúcia Paulo, médica especialista em pediatria homeopática.

Criatividade, Inovação e Colaboração

É o tema que norteará o 2º bloco do Webinar, marcado para às 18h30 do mesmo dia, e que contará desta vez com a mediação de Jussara Utsch, diretora do Instituto Sustentar. No centro do bate-papo estarão a jornalista especializada em ecodesenvolvimento, Amélia Gonzalez, também autora do Blog “Ser Sustentável” e ex-editora do caderno Razão Social do O Globo, ao lado do especialista em sustentabilidade, professor e coordenador do CEDS (Centro de Desenvolvimento Socioambiental) da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing, em São Paulo) Marcus Nakagawa, vencedor do Prêmio Jabuti com o livro “101 dias com ações mais sustentáveis para mudar o mundo”, e de Marcos Ortiz, coordenador de Projetos na dimensão de governança na Ramboll Brasil, doutor em Sociologia e Educação de Adultos na UniMünster, com mais de 35 anos de atuação na área de ciências sociais aplicadas às questões socioambientais.

O Projeto Bichos do Pantanal atua para ampliar o conhecimento científico e a preservação da natureza. Uma de suas frentes é o programa de educação ambiental Conhecer para Preservar, inspirado na metodologia da Conexão com a Natureza, liderado pelo diretor de pesquisa, o americano Douglas Trent, que integra o International Group do Children and Nature, obra de Richard Louv, jornalista e autor de vários livros sobre o tema. “O contato direto e frequente com a natureza favorece nas crianças o desenvolvimento das habilidades sensoriais, as faculdades psicoemocionais são aprimoradas, fazendo com que o indivíduo aprenda a amar a natureza por meio da educação real”, explica Trent. “Há centenas de estudos científicos que comprovam a importância da conexão com a natureza para tratamentos de pessoas com Transtorno de Déficit de Atenção (TDDA), melhorando seu foco e concentração, reduzindo níveis de estresse e, desse modo, melhorando a saúde física e mental do indivíduo”, completa o pesquisador.

O conhecimento, a sensibilização e a empatia como possíveis caminhos que levam à construção da educação ambiental e ela própria como programa acadêmico estão no coração do Projeto Bichos do Pantanal. “Acreditamos que é preciso resgatar a relação das crianças e jovens com a Natureza e, ao mesmo tempo, conscientizá-los do seu comportamento exercido sobre o meio-ambiente”, comenta Jussara Ustch, diretora do Instituto Sustentar.

O Projeto já atende mais de 130 mil crianças neste programa levando-as para trilhas e rios com binóculos, lunetas, entre outras tantas atividades ao ar livre que foram interrompidas desde o início da pandemia da Covid-19. De acordo com Mahal Massavi, coordenador de Educação Ambiental do Projeto, a relação entre humano e natureza é uma via de mão dupla. De um lado, o comportamento humano pode transformar os impactos sobre a preservação da natureza e, de outro, por meio da educação ambiental, é possível transmitir para as crianças a importância do meio ambiente para nossa regeneração, desenvolvimento dos eixos emocional e psíquico, e motivá-las ao aprendizado escolar.

Contexto social

O evento virtual acontece em meio a um momento-chave para despertar a visão do ser humano e do seu desenvolvimento, em que crianças e jovens são considerados em seus aspectos individuais e nas particularidades da faixa etária a que pertencem, e para a formação de pessoas livres, sensíveis e criativas, com base nos valores da responsabilidade, consciência de grupo, a relação respeitosa e produtiva com a natureza.

Grandes nomes e grandes ideias completam o Webinar sobre a Importância da conexão com a natureza para aumentar nossa criatividade, senso de coletividade e colaboração, desafios que humanidade enfrentará no pós-pandemia para vencer o novo paradigma baseado em um modo de trabalho mais colaborativo e solidário, com menos ego e individualismo, proporcionando um mundo mais sustentável, com recursos naturais e geração de empregos pós pandemia da COVID-19.

O evento virtual é gratuito, com opção de doações voluntárias para compra de cestas básicas para população local de baixa renda. Para se inscrever, clique aqui.

Projeto Bichos do Pantanal

Com patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, o Projeto Bichos do Pantanal atua na região do Alto Pantanal (Cáceres e Porto Estrela, MT) desde 2013. O foco é nas áreas de Educação Ambiental, pesquisas que ampliam o conhecimento científico visando a preservação de espécies da fauna pantaneira e a promoção da sustentabilidade local por meio do Turismo Sustentável. O Projeto já mobilizou, em diversas atividades (entre cursos, eventos, capacitações, atividades de mobilização social e Educação Ambiental), mais de 550 mil pessoas entre crianças, jovens e adultos, comunidade escolar, moradores, visitantes e turistas nos municípios de Cáceres e Porto Estrela e Estado do Mato Grosso.

Saiba mais em: http://www.bichosdopantanal.org

Instituto Sustentar

O Projeto Bichos do Pantanal é realizado pelo Instituto Sustentar, OSCIP com sede em Belo Horizonte e atuação nacional e internacional. A entidade é dedicada à implementação e execução de projetos que buscam a sustentabilidade econômica, social e ambiental, junto à iniciativa privada, entidades da sociedade civil e setor governamental. O objetivo é promover pesquisas técnico-científicas e boas práticas institucionais e empresariais que permitam o desenvolvimento sustentável de nossa sociedade. Saiba mais em: http://institutosustentar.net/

Mais informações sobre o Projeto Bichos do Pantanal estão disponíveis em http://www.bichosdopantanal.org e nas redes sociais:

Facebook: Projeto Bichos do Pantanal / Instituto Sustentar http://www.facebook.com/bichosdopantanal/

Instagram: Bichos do Pantanal http://www.instagram.com/bichosdopantanal/

Youtube: Bichos do Pantanal – http://www.youtube.com/user/bichosdopantanal

Twitter: Bichos do Pantanal http://twitter.com/BichosPantanal

Educação ambiental em quadrinhos para escolas dos ensinos fundamental e médio

Será lançado na próxima sexta-feira, 5 de junho, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o e-book Falando de Meio Ambiente em Quadrinhos que reúne 21 histórias criadas e ilustradas por alunos da graduação de Engenharia Ambiental da Universidade Veiga de Almeida (UVA). O material traz conceitos de ecologia e sustentabilidade de forma didática e criativa para ser usado como ferramenta de educação ambiental por professores dos ensinos fundamental e médio.

unnamed (2)

A organização do conteúdo teve a curadoria da professora da disciplina Ecologia e Sustentabilidade, Viviane Japiassú. Ela reuniu o material, inseriu as informações conceituais e distribuiu as tirinhas em três capítulos: sucessão ecológica e produção primária; indivíduos, população e comunidades; espécies exóticas nativas e endêmicas.

Além de adotar a linguagem dos quadrinhos, que conversa diretamente com o público jovem e adolescentes, no fim de cada capítulo o e-book traz um jogo de palavras-cruzadas e um quiz. “Esse conteúdo adicional é um incentivo para interação uma vez que a proposta é que sejam realizados desafios on-line entre os estudantes. Isso é muito positivo nesse cenário de isolamento social ocasionado pelo novo coronavírus”, destaca Viviane.

A professora avalia que a pandemia da COVID-19, além de todos os impactos socioeconômicos, também provocou questionamentos sobre a forma como lidamos com o planeta. “Não existe economia sem os recursos naturais e pessoas. Por isso, é preciso pensar nos próximos passos para nos adaptarmos à nova realidade. E a educação ambiental é uma importante aliada na construção de seres conscientes e engajados”, conclui.

O e-book Falando de Meio Ambiente em Quadrinhos já é resultado do novo modelo pedagógico UVA Maker, implantado no começo deste ano pela instituição de ensino, cujo objetivo é que o aluno se transforme em protagonista do processo de aprendizagem, através de ações atreladas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. O e-book será distribuído para as Coordenadorias Gerais de Educação do Munícipio (CREs) e também estará disponível para o download no site da universidade.