Depois da Acciona, agora é a Technit que cobra dívida bilionária de Eike Batista

A matéria abaixo foi produzida pelo site “Infomoney” e nos dá conta de que outra corporação estrangeira, no caso a franco-argentina, seguiu o exemplo da espanhola Acciona e entrou de sola em Eike Batista por causa de uma dívida que gira em torno de R$ 1 bilhão. Essa cobrança também afeta a OS(X), empresa que construiria um mega estaleiro no Porto do Açu, mas que foi atingida em cheio pela crise da petroleira de Eike Batista, a ex-OGX, atual OGPar.

Como se vê, na mais bem acabada versão de um dos postulados da lei de Murphy, não há nada que esteja tão ruim que não possa piorar.

Argentinos cobram R$ 1 bilhão de Eike e levam disputa para corte em Paris

Valor é referente a produção de duas plataformas, que foram canceladas; Techint controla Usiminas

SÃO PAULO – A Techint, multinacional com sede em Buenos Aires, cobra uma dívida de R$ 1 bilhão da OSX Brasil (O SX B3 ), de Eike Batista. Irritados pela falta de acordo, a empresa – controladora da Usiminas (USIM 5 ) optou por levar o empresário para a arbitragem internacional, na ICC (Internacional Chamber of Commerce) em Paris.

A empresa, comandada por argentinos e italianos, tem apenas uma dívida reconhecida pela OSX de R$ 180 milhões, número divulgado no processo de recuperação judicial. A OSX já havia iniciado um processo de arbitragem em outubro, depois que a Techint cobrou os valores atrasados na Justiça do Rio de Janeiro.

Eles são referentes a produção de duas plataformas, que foram canceladas. A WHP-1 não havia sido iniciado, enquanto a WHP-2 estava 50% pronta quando o contrato foi cancelado. A OSX destaca que houve apenas a “redução do escopo” do contrato, argumento que não é aceito pela empresa, que cobra os gastos e multas.

A Techint teve que fazer uma reestruturação por conta da OSX, demitindo centenas de funcionários no Brasil. Mesmo na arbitragem, a intenção das empresas é chegar a um
consenso antes, já que não há prazo para a solução do impasse na ICC, podendo demorar até anos. A apresentação do plano de recuperação judicial da OSX deverá ser feito até meados de março.

FONTE: http://www.infomoney.com.br/osxbrasil/noticia/3196806/argentinos-cobram-bilhao-eike-levam-disputa-para-corte-paris

Techint Engenharia entra com pedido de execução de título contra a OSX

techint
Por Alessandra Saraiva | Valor

RIO DE JANEIRO  –  A Techint Engenharia e Construções , empresa do grupo ítalo-argentino Techint, entrou com pedido de execução de título extrajudicial (CPC) contra a OSX Brasil, empresa de construção naval do grupo EBX, de Eike Batista. O pedido foi encaminhado à 28ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio. O valor do título não foi revelado nem pela Justiça, nem pela Techint.

Em julho, a OSX já tinha informado, em comunicado ao mercado, interrupção de encomenda de duas plataformas que a Techint estaria construindo no Paraná. Na época, fontes informaram ao Valor que os contratos somavam em torno de R$ 1 bilhão, e que teriam sido o motivo de um investimento de R$ 300 milhões que a Techint teria feito em obras no Pontal do Paraná.

Reportagem do Valor, também em julho, detalhou que, com o cancelamento do contrato pela OSX, a Techint teria demitido em torno de 900 trabalhadores, um terço do total de seus funcionários em sua unidade em Pontal do Paraná.

Em 2011, a Techint Engenharia e Construção foi contratada pela empresa de Eike Batista para construir duas plataformas de exploração de petróleo, WPH-1 e WPH-2, na Bacia de Campos (RJ). Mas, em meados desse ano, a OGX, petroleira do grupo EBX, divulgou comunicado mostrando a frustração com a produtividade de poços no local.

FONTE: http://www.valor.com.br/empresas/3330346/techint-engenharia-entra-com-pedido-de-execucao-de-titulo-contra-osx