Prefeito de Nova York demanda cancelamento de cerimônia de premiação de Jair Bolsonaro no Museu de História Natural

museu 3

O prefeito da cidade de Nova York, o democrata Bill de Blasio,  aumentou o nível da controvérsia em torno do uso das dependências do Museu de Historia Natural de Nova York (MHNNY) para sediar um evento da Câmara de Comércio Brasileira-Americana” que irá entregar o prêmio de personalidade do ano ao presidente Jair Bolsonaro.

ser humano perigoso

Segundo Bill de Blasio, não seria conveniente receber Jair Bolsonaro no MHNNY em funão de suas posições políticas que seriam altamente racistas e homofóbicas, além das políticas do atual presidente brasileiro estarem colocando em risco a preservação da floresta amazônica.  O prefeit oDe Blasio arrematou dizendo que Jair Bolsonaro seria uma “pessoa extremamente perigosa” e, que por isso, o MHNNY deveria cancelar a permissão de uso de suas dependências pela Câmara de Comércio Brasileira Americana.

A entrega desse prêmio que certamente seria alardeada aos quatros ventos pelo governo Bolsonaro como uma prova de sua boa passagem política nos EUA ameaça se transformar em mais um mico para a diplomacia brasileira.

E como venho acompanhando a mídia internacional em sua cobertura das tiradas políticas do presidente Bolsonaro, esse talvez seja apenas dos muitos incidentes que serão caudados pela imagem altamente negativa que acompanha Jair Bolsonaro fora das fronteiras brasileiras.