Em “live” vereador Cláudio Andrade confirma que Facebook também pode ser cemitério de reputações

Resultado de imagem para facebook graveyard

Eu poderia ter atualizado minha postagem anterior onde apontei para que o vereador Cláudio Andrade (PSDC) era o virtual autor de uma áudio onde transmitia uma mensagem nada “friendly” aos seus assessores para que os mesmos atualizassem suas páginas em redes sociais com conteúdo não especificado, mas provavelmente de loas à sua atuação na Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes.

Mas provavelmente assustado com a repercussão do vazamento de um áudio comm conteúdo ameaçador, o vereador Cláudio Andrade resolveu usar a sua página oficial no Facebook para fazer uma “live” (i.e., pronunciamento ao vivo) para explicar porque enviou o tal áudio a um grupo de 12 assessores, dentre os quais ele certamente vai procurar quem fez o vazamento [1].

Ouvi boa parte do conteúdo da live do vereador Cláudio Andrade e na minha modesta opinião ele deu uma de Chacrinha que dizia “Eu não vim aqui para explicar, eu vim aqui para confundir.”  É que em vez de explicar porque enviou uma mensagem de conteúdo claramente ameaçador, ele acabou fazendo um exercício de franco egotismo e não de explicação, com usos repetidos da citação dele mesmo como se outra pessoa (no melhor estilo Romário). É que, entre outras pérolas, ele atribui a si mesmo e ao uso de dinheiro de recursos pessoais a reforma de uma praça em Mussurepe, fato que se for confirmado, deveria merecer uma avaliação por parte do Ministério Público.

Agora, após ter ouvido essa “live”, tenho que dizer que o Facebook é outro espaço que se não for usado com o devido cuidado e precaução que tem tudo para ser mais um imenso cemitério de reputações.  Resta saber se a “live” do vereador Cláudio Andrade vai colocar sua reputação na cova. A ver!


[1] https://www.facebook.com/claudio.andrade.501?hc_ref=ARTnh2u4lAF29njWiTvfJJPHjjFO88NlPu7owxpbyxIM6Dmok5fPK2tCydcBvv4rAxY

Whatsapp está se mostrando ser um cemitério de reputações

Resultado de imagem para whatsapp handle danger

Não faz muito tempo usar o aplicativo Whatsapp fazia a alegria de quem queria falar coisas cujos emissores não desejariam tornar públicas, mas que fluíssem de forma instantânea aos que deveriam os únicos interessados, Essa foi, digamos, a fase heroica do Whatsapp que efetivamente revolucionou as estratégias de comunicação.

Mas lentamente o Whatsapp parece estar se transformando também em um cemitério de reputações ilibadas, ao menos em Campos dos Goytacazes. A primeira vítima da indiscrição de membros de um grupo de Whatsapp foi o juiz Glaucenir Oliveira que teve suas opiniões sobre o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes repercutidas em cadeia nacional quase que de forma simultânea em que enviou uma mensagem de áudio com conteúdo, digamos, pouco airoso [1].

A nova vítima é o vereador Cláudio Andrade (PSDC) que teria enviado um áudio no estilo “manda quem pode, obedece quem tem juízo” aos seus colaboradores que ocupam cargos de DAS, RPA e de assessoria na Cãmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes [2],

Ainda que o áudio não especifique claramente a qual tipo de material que a voz atribuída ao vereador Cláudio Andrade demanda que seja postado nas páginas que seus assessores eventualmente possuam em redes sociais, o certo é que temos a publicização de uma postura pouco democrática e até ameaçadora de quem por vários anos criticou as posturas anti-democráticas que teriam sido praticadas pelo governo de Rosinha Garotinho, no que representa uma tremenda contradição entre discurso e prática. Um verdadeiro batom na cueca digital!

Se foi mesmo o vereador Cláudio Andrade o autor da mensagem nada “friendly” a ocupantes de cargos gratificados, ele agora terá o problema adicional de descobrir quem divulgou uma mensagem que deveria ser de circulação restrita. E na possibilidade de quem não encontrando o autor, ele tenha apenas duas opções a seguir: parar de enviar mensagens via Whatsapp ou demitir todos os que estavam na sua lista de recipientes do conteúdo divulgado.

Agora, que mais este vazamento sirva de lição de como se deve usar o Whatsapp: com cuidado, com muito cuidado, mesmo!


[1] http://www.folha1.com.br/_conteudo/2017/12/politica/1228684-udio-atribuido-a-juiz-glaucenir-vaza-com-criticas-a-gilmar–a-mala-foi-grande.html

[2] http://www.diariodaplanicie.com.br/em-audio-vereador-claudio-andrade-obriga-das-rpas-e-assessores-a-postarem-materias-no-facebook/