Uma eulogia para Maurício Tuffani

Faleceu ontem  aos 63 anos, o jornalista e editor do site “Direto da Ciência, Maurício Tuffani, que atualmente também era o editor chefe do jornal da Unesp. Tuffani iniciou sua carreira jornalística em 1978 e atuou em veículos da mídia corporativa como O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Folha de S. Paulo e pelas revistas Scientific American Brasil, Galileu e Unesp Ciência. Tuffani também foi editor-executivo dos portais do PNUD Brasil e Nações Unidas Brasil e foi responsável pela comunicação institucional de diversos órgãos públicos como Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, Universidade Estadual Paulista (Unesp) e do Instituto Florestal do Meio Ambiente.

Desde 2016, Maurício Tuffani também impulsionava o site especializado em jornalismo científico, o Direto da Ciência que se notabilizou por oferecer espaços para notícias e artigos de opinião relevantes para o debate científico, especialmente em um momento de negacionismo científico que aborda o mundo, e especialmente o mundo.

Mas acima de um jornalista com a maior nível de capacidade dentro do campo profissional que abraçou, Tuffani era um pessoa preocupada com o destino da ciência brasileira. Em 2017, quando os professores da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) atravessavam um duro momento pela falta de pagamentos de salários, Tuffani gentilmente aceitou participar de um debate organizado pela Associação de Docentes da Uenf (Aduenf) cujo mote foi debater o futuro da ciência no Brasil (ver vídeo abaixo)

 

Naquele evento, Maurício Tuffani instou os presentes a se posicionarem claramente em defesa da ciência brasileira e das instituições responsáveis pela sua produção. Segundo ele, uma das coisas que o deixavam mais perplexo era a letargia que estava presenciando ao processo de desmanche da ciência brasileira, coisa que considerava inaceitável dada a importância, especialmente dentro da própria comunidade científica. Naquele dia ele disse que reagir ao desmanche em curso era uma tarefa primária dos pesquisadores brasileiras. 

Mas além de ser um jornalista altamente preparado e de um cidadão preocupado com a ciência com a qual ele se ocupou durante toda a sua vida profissional, Tuffani era o que podemos chamar de “boa praça”, pois sempre manteve relações pautadas pelo respeito e por uma atitude carinhosa.  Para compensar sua firmeza no trato das pautas que considerava importantes, Maurício Tuffani sempre tinha uma dica para dar e um contato para compartilhar. Aliás, lembro que nos conhecemos quando escrevi para cumprimentá-lo por uma matéria que escrevera sobre publicações em revistas predatórias, e ele me perguntou se eu toparia falar abertamente sobre o assunto, já que poucos pesquisadores aceitavam tocar em um assunto tabu como era a da publicação do que eu chamo de “trash science”. A partir dali nos tornamos amigos por telefone já que ele morava em São Paulo e eu em Campos dos Goytacazes.

Por essas coisas todas é que a morte repentina de Maurício Tuffani é uma perda não apenas para sua família e amigos, mas para todos os que labutam na ciência brasileira. Com sua partida, perdemos um profissional e um cidadão que colocava boa parte de sua energia em defender a ciência.

Convite de apoio ao “Direto da Ciência”

Maurício Tuffani

Impulsionado pelo jornalista Maurício Tuffani, o “Direto da Ciência” é atualmente um dos principais instrumentos de disseminação de informação de qualidade sobre assuntos ligados à ciência, meio ambiente e ensino superior.

Em função dessa importância é que faço um convite aos leitores deste blog para que conheçam e apoiem financeiramente o “Direto da Ciência”. É fundamental que não percamos este espaço de jornalismo independente.

Posto abaixo um material produzido pelo “Direto da Ciência” para explicar seus objetivos e garantir os recursos financeiros para manter-se em funcionamento.

Eu que já sou assinante do “Direto da Ciência” é que convido a todos os leitores deste blog que façam o mesmo.  Investir no bom jornalismo científico é sem dúvida uma  necessidade estratégica neste momento em especial.

Apoie o jornalismo crítico e independente em ciência, ambiente e ensino superior

 

“Trabalhar mais que todos os colegas. Dormir sabendo que nenhum outro jornalista que esteja cobrindo o mesmo caso trabalhou mais que você. Não ter medo de dizer: ‘Desculpe, mas não entendi bem’. Aprender a escrever. Ser ambicioso, ter ideais. Não se deixar amedrontar, desconfiar do poder e duvidar da versão de quem governa.”
(Benjamin Bradlee, respondendo à pergunta “Qual é a receita do bom jornalista?” ao jornal italianoCorriere della Sera, em setembro de 1991, após se aposentar no cargo de editor-chefe do Washington Post, onde comandou a cobertura do caso Watergate.)

Lançado no final de março de 2016, Direto da Ciência já é amplamente reconhecido como um site jornalístico com uma perspectiva independente, investigativa e crítica sobre temas de ciência, meio ambiente e ensino superior. Seu focos principais nessas três áreas são

  • informações de interesse público que não são públicas,
  • articulações políticas, conflitos e bastidores,
  • temas não abordados pelos meios de comunicação e
  • perspectivas geralmente não consideradas pela imprensa.

Direto da Ciência também publica diariamente de segundas às sextas-feiras seu Boletim de Notícias, que informa quais são os principais artigos, reportagens, notas oficiais e outras informações relevantes mais recentes sobre ciência, meio ambiente e ensino superior. Os avisos do Boletim de Notícias e de todas as publicações de Direto da Ciência são enviados gratuitamente.

Independência e dedicação têm custo. E conteúdo exclusivo e de alta qualidade exige não só competência, mas também investimento para ser produzido. Como Direto da Ciência não conta com publicidade para cobrir seus custos, o site vem com dificuldade tentando se manter por meio da captação de recursos por assinaturas e doações.

Quanto maior for esse apoio, maior será o investimento de tempo e de recursos de Direto da Ciência em análises e em reportagens investigativas, inclusive para ampliar gradualmente o trabalho do site, possibilitando até contar com a colaboração de outros jornalistas.

O apoio a Direto da Ciência vai garantir que esteja livremente acessível na internet a informação jornalística de qualidade, de interesse público e com abordagem crítica, investigativa e independente sobre ciência, meio ambiente e ensino superior. É o apoio de pessoas que querem essa informação produzidas não só para elas mesmas, mas para toda a sociedade.

O compromisso de Direto da Ciência é com essa perspectiva jornalística e com o público que a exige.

Clique aqui para apoiar Direto da Ciência.

Obrigado.

MAURÍCIO TUFFANI
Editor

(Clique aqui para saber quem é.)