Residentes do Hospital Veterinário da Uenf paralisam por 24 horas para protestar contra atraso de bolsas e sucateamento

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os médicos veterinários que cumprem a sua residência no Hospital Veterinário da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf)resolveram todas as suas atividades por 24 horas para denunciar a grave situação em que se encontram neste momento, após quase 3 meses de atraso no pagamento de suas bolsas (ver panfleto explicativo do movimento logo abaixo).

hv panfleto

É preciso lembrar a importância dos residentes no oferecimento de serviços à comunidade campista. Segundo o que me foi informado, apenas no tratamento de pequenos animais, o número de atendimento mensais chega a 400 consultas. E neste processo de prestação de serviços, os residentes cumprem um papel fundamental, na medida em que os constantes impedimentos de novos concursos públicos têm impedido até a substituição de servidores e docentes que tenham deixado a Uenf  pelos mais variados motivos.

No vídeo abaixo, a residente de Anestesiologia, Camila Mathias, explica as razões do movimento e faz um chamado para que se apoie a luta dos residentes do Hospital Veterinário da Uenf.

De certa forma, o problema que os residentes do Hospital Veterinário estão atravessando neste momento sintetizam de forma categórica todo o drama pelo qual a Uenf e as demais universidades atravessam neste momento como produto da asfixia financeira imposta pelo (des) governo Pezão. 

Mas não é só de coisas ruins que esse movimento exemplifica, visto que a decisão dos residentes de se mobilizarem é também uma demonstração de que existem saídas que não sejam aquelas que impliquem na aceitação tácita do projeto de destruição comandado por Luiz Fernando Pezão.

Por isso, apoiar os residentes do Hospital Veterinário será um passo importante na luta em defesa da Uenf como um todo.

 

Em paralisação, residentes do HV da UENF enviam seu recado a Pezão

IMG-20150508-WA0001 IMG-20150508-WA0000 (2)

 As imagens que mostram os residentes do Hospital Veterinário  (HV) da Universidade Estadual do Norte Fluminense demonstrando sua indignação com o atraso de três meses no pagamento de suas bolsas.  Essa demora no pagamento de salários é uma afronta não apenas aos direitos destes profissionais que cumprem até hoje suas obrigações com toda a dignidade, e recebem em troca um tratamento vergonhoso por parte do (des) governo comandado por Luiz Fernando, o Pezão. 

À luz dessa situação, a mensagem  dos residentes do HV é clara: Pezão é inimigo da educação!

É essencial neste momento que toda a comunidade universitária da UENF, especialmente os docentes com que esses residentes trabalham diretamente, ofereçam formas ativas de solidariedade, em vez de se aceitar com naturalidade este tipo de desrespeito que afronta não apenas a dignidade desses profissionais, mas à toda  a universidade!