Pantanal ardendo em chamas sintetiza as políticas anti-ambientais do governo Bolsonaro

serra do amolar

Imagem: André Zumak

As cenas abaixo mostram um trecho da chamada Rodovia Transpantaneira ardendo em chamas, alegadamente na região da Serra do Amolar, localizada em um distrito do município de Corumbá (MS).

Imagens por André Zumak

Ter o principal ecossistema de alagados da Terra ardendo em chamas é, com certeza, um dos feitos mal exitosos do governo Bolsonaro e de sua política “passa boiada” de destruição da governança ambiental e das estruturas de comando e controle que foram construídas ao longo de quase cinco décadas no Brasil.

As cenas desse incêndio certamente vão ganhar o mundo, mostrando mais uma vez o que acontece quando um governo ultraneoliberal elege o meio ambiente como um dos alvos de suas políticas de destruição.

E a essas alturas por onde andará o ministro (ou seria anti-ministro?) do Meio Ambiente, o improbo Ricardo Salles?