UENF: servidores técnicos-administrativos também entram em greve

A greve que ocorre na Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) ganhou nesta 5a. feira (20/03) a adesão dos servidores técnico-admnistrativos que, numa assembléia que lotou um dos auditórios do P-5, rejeitaram a orientação da diretoria geral do SINTUPERJ que não queria a deflagração do movimento.

A pauta aprovada pelos servidores técnicos inclui a correção da chamada “distorção” para determinados níveis da carreira técnica e a reposição de perdas salariais de 86,7%, tal como já demandam os professores.

Em relação ao (des) governo do Rio de Janeiro, a situação dos servidores técnicos é pior do que a dos professores, pois para esta categoria não há qualquer tipo de sinalização de que serão concedidas melhorias salariais.

Agora, com os três segmentos em greve, vamos ver como se comporta o (des) governo Cabral e a reitoria da UENF. É que, apesar das pautas diferenciadas, a entrada em greve de todas as categorias impede determinadas  chantagens para forçar o final do movimento reivindicatório.

Em suma: o caldo engrossou de vez na UENF. E é tudo culpa do (des) governo Cabral/Pezão. Pagaram para ver se a UENF reagia, e agora estão colhendo os frutos.

 

Depois da FENORTE e dos professores agora são os servidores técnicos-administrativos que rumam para a greve

Parece que agora a coisa vai: depois dos servidores da FENORTE e da ADUENF, quem está convocando uma assembléia com pauta única de greve é o sindicato que representa os servidores técnico-administrativos da UENF, SINTUPERJ. Isto, pela via da greve, representaria uma auspiciosa reunificação dentro e fora da UENF.

Por outro lado, não posso deixa de notar mas parece que a longa amizade que ligou diferentes setores da UENF está ruindo. E desconfio, pelo que li de duas faixas penduradas na entrada do campus Leonel Brizola, que a razão do rompimento são promessas eleitorais não cumpridas.

Também quem mandou acreditar em promessa eleitoral de quem só queria continuar controlando a reitoria da UENF! Ainda bem que sempre há o caminho de volta, e este será marcado por uma greve geral. 

 ____________________________________________________________________________________________
Subject: Assembléia Técnico-administrativo da Uenf.

DIA: 18 DE MARÇO

(Terça-feira)

14:00 HORAS (Auditório 01 do P5)

ASSEMBLEIA SERVIDORES

TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS

PAUTA:

– Deflagração de GREVE.