Capitólio: Vídeos e relatos apontam para negligência generalizada no Lago de Furnas

Já se confirmaram seis mortes. Para morador, turismo predatório causa triste cenário em Capitólio, com despreparo de autoridades, operadores de passeios e de visitantes

capitolio

Por Rede Brasil Atual

São Paulo – Relatos e imagens que circulam pelas redes sociais apontam para uma negligência generalizada em torno da tragédia de Capitólio, cidade turística do sul de Minas Gerais, na manhã deste sábado (8). O desabamento de rochas de um cânion no Lago de Furnas atingiu três embarcações que transportavam 34 pessoas. Apesar da confirmação de seis mortes até o momento, o Movimento de Atingidos por Barragens teme que o número ainda possa subir. Segundo o Corpo de Bombeiros há 20 desaparecidos. Não havia nenhuma placa indicando riscos na região.

Nos vídeos abaixo, é possível ver o momento do principal desabamento. E, antes, o desespero de pessoas que viam de longe fragmentos de rochas despencarem antes da queda derradeira. Enquanto turistas gritavam para que os barcos que estavam próximos se afastassem, é possível notar que o maior deles demorou a se dar conta da tragédia iminente.

Desabamento de rochas em um cânion no lago de Furnas em Capitólio (MG) causou mortes e feridos

Os bombeiros desconfiam que o deslizamento teria ocorrido após uma tromba d’água. Na manhã deste sábado, a Defesa Civil do Estado de Minas Gerais emitiu alerta para chuvas intensas na região do desastre. Inclusive justamente com possibilidade da chamada cabeça d’água.

Em nota, a Marinha do Brasil informou que vai instaurar inquérito para apurar as causas do acidente. “A DelFurnas deslocou, imediatamente, equipes de Busca e Salvamento (SAR) para o local, integrantes da Operação Verão ora em andamento, a fim de prestar o apoio necessário às tripulações envolvidas no acidente, no transporte de feridos para a Santa Casa de Capitólio, e no auxílio aos outros órgãos atuando no local”, diz a nota.

É o terceiro ano seguido que o Lago de Furnas, em Capitólio, registra tragédias. No ano passado, as fortes chuvas causaram enchentes e estragos na região. No ano anterior, uma lancha atingiu um jet ski. “Está muito muito triste a situação de Capitólio. Pois a cidade está sendo tomada por um turismo predatório e o despreparo – de autoridades públicas, operadores de passeios e dos próprios visitantes – é generalizado. Ninguém se preocupa, só pensa em ganhar dinheiro”, diz um morador da região que tinha um familiar operando uma embarcação que não foi atingida.

Com informações do Brasil de Fato.

color compass

Este texto foi publicado atualmente pela Rede Brasil Atual [Aqui!].

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s