Enquanto justiça solta dono da JBS, Marcello Crivella destrói quiosques na Vila Kennedy ocupada pelo Exército

Casal chora após destruição de quiosques na Vila Kennedy.

Não sei se o pessoal do site UOL tinha essa intenção, mas eles conseguiram sintetizar numa página toda a desproporção que cerca ricos e pobres no Brasil. De um lado, a notícia aborda a destruição truculenta de 52 quiosques numa praça na Vila Kennedy (zona oeste da cidade do Rio de Janeiro) e do outro há uma chamada informando que o bilionário Josley Batista foi libertado hoje pela justiça, tendo inclusive o seu passaporte devolvido [1].

uol ambulantes

Depois que a destruição foi consumada e a revolta se estabeleceu entre as famílias que perderam a sua fonte de sutento, começou o jogo de empurro. De um lado, O Comando Militar do Leste informou que “a prefeitura agiu por iniciativa própria, aproveitando a estabilidade da região com a presença dos 1.400 militares que patrulham a comunidade“, e que o “exército não havia participado da ação“.  De outro lado, segundo o porta-voz de  Marcelo Crivella informo que o prefeito constatou “que na operação houve uso desproporcional da força, atingindo também desnecessariamente trabalhadores”.  Além disso, o porta-voz de Crivella ainda declarou que o prefeito “repudia esse tipo de comportamento. Ele determinou o afastamento imediato dos funcionários envolvidos e o cadastramento dos comerciantes para imediata realocação.”

Em suma, a ocupação militar na Favela Kennedy está sendo usada pela prefeitura da cidade do Rio de Janeiro para impor uma reconfiguração do mercado ambulante de forma unilateral e autoritária.

E ainda tem gente que acha que a intervenção militar no Rio de Janeiro é para combater o narcotráfico! Quem viu as remoções forçadas que se seguiram à implantação das chamadas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) já sabia que coisa semelhante iria ser feita agora.  E o pior é que nem levou muito tempo para isso ser feito.

Ah, sim, Joesley Batista que não tem que se preocupar com ações autoritárias de reordenamento urbano, agora voltará para o conforto de uma de suas mansões. E la nave va!


[1] https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2018/03/09/remocao-de-quiosques-de-comercio-em-favela-do-rio-revolta-moradores.htm