Êxodo haitiano gera iminência de grave conflito social na fronteira Brasil-Peru

Foto: Joaninha H. Madeira.

Longe dos holofotes da mídia corporativa brasileira há hoje um grave conflito em ebulição na fronteira Brasil-Peru, mais precisamente na ponte que ligas as cidades de Assis Brasil (Acre) e Iñapari (Madre de Dios), onde cerca de 400 haitianos estão tendo sua entrada bloqueada, pois tentam sair do Brasil em direção a outros países, inclusive o próprio Haiti.

A situação é tão tensa que o Vicariato de Puerto Maldonado já se manifestou para chamar a atenção das autoridades governamentais peruana para que seja encontrada uma solução imediata para uma situação que pode “desencadear um grave conflito social(ver imagem abaixo).

WhatsApp Image 2021-02-15 at 6.18.25 PM

É importante lembrar que  milhares de haitianos se mudaram nos últimos meses para o estado do Acre. E  após o terremoto que atingiu o Haiti em 2011, mas após a crise gerada pela pandemia da COVID-19, eles agoram buscar abandonar o  Brasil para se instalar em países tais como  Equador,  México, Estados Unidos e Haiti.

Essa situação, por outro lado, pode ser entendida como a ponta do iceberg de turbulência social que está latente no Brasil neste momento por causa da forma com que o governo Bolsonaro vem tratando a pandemia da COVID-19.  A pergunta que fica é a seguinte: o que farão os pobres brasileiros, já que até até os haitianos já viram que por aqui a coisa não está dando mais para aguentar?

Enquanto isso, o presidente Jair Bolsonaro passeia de jet ski e causa aglomerações em praias de Santa Catarina….