Transparência RJ: falta de transparência no uso de dinheiro público não é exclusividade do executivo

O site Transparência RJ (Aqui!) postou no último sábado (04/06) uma interessante matéria sobre gastos para lá de peculiares no âmbito do judiciário fluminense, especificamente no Tribunal de Justiça.  

Segundo o que foi apurado pelo pessoal responsável pelo Transparência RJ, apenas em uma compra teriam sido  adquiridas 49 mesas para trocar fraldas e 8 macas para as dependências do Tribunal de Justiça (TJ) (Aqui!).

O pior é que além desse número excessivo de itens, não há no Portal da Transparência mantido pela Secretaria Estadual de Fazenda do Rio de Janeiro informações sobre o contrato que viabilizou a aquisição deste vasto material para servir o TJ.

Tal como o pessoal do Transparência RJ, eu fico impressionado com esse tipo de uso abundante de recursos públicos num momento em que o (des) governo do Rio de Janeiro diz não ter recursos para pagar os salários dos servidores em dia. Mas se atentarmos para as últimas decisões do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, que negou o arresto de recursos para pagar os salários dos servidores estaduais  (Aqui!), fica evidente que o pau que bate em Chico, definitivamente não bate em Francisco.  E haja fraldas e macas!

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s