Bela Vista Cultural aborda o protagonismo da sociedade civil em prol do Meio Ambiente em livro sobre as RPPNs do Espírito Santo

Com imagens inéditas do fotógrafo Silvestre Silva, a obra traz informações sobre 35 RPPNs e aspectos histórico-culturais do estado 

A Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) é uma unidade de conservação privada onde o proprietário, voluntariamente, decide proteger uma determinada área em caráter perpétuo. Tal iniciativa contribui em muito para o meio ambiente e permite a realização de ações derivadas, relacionadas à educação ambiental, à pesquisa e ao turismo sustentável, apresentando ao cidadão a importância da conservação da biodiversidade.

Hoje, o Brasil possui mais de 1.600 Reservas Particulares, que representam cerca de 800 mil hectares de áreas protegidas, em todos os biomas do País. No Espírito Santo, onde Mata Atlântica já ocupou praticamente todo o estado, são 57 RPPNs reconhecidas, que abrigam remanescentes florestais resistentes ao povoamento, às plantações, às pastagens para a pecuária e ao desmatamento.

Além da natureza, outro diferencial destas reservas fica por conta das histórias das pessoas físicas e jurídicas que mantêm estas propriedades e estão presentes no livro “Cultura e Natureza – RPPNs do Espírito Santo”, lançamento da editora Bela Vista Cultural, em parceria com a ACPN (Associação Capixaba do Patrimônio Natural).

O livro é o resultado prático de uma expedição realizada em 2021 pela equipe da editora e da ACPN, com a participação do fotógrafo Silvestre Silva, com vasta experiência na área de botânica, que visitou 19 municípios capixabas, registrando imagens inéditas e colhendo informações sobre as RPPNs incluídas na obra. Além de trazer informações, fatos curiosos, histórias de vida e dados sobre a fauna e a flora presentes nestas reservas, o livro também aborda o contexto em que foram criadas e as características humanas, históricas e culturais dos municípios e diferentes regiões capixabas onde estão presentes.

“O trabalho de campo foi muito gratificante. Primeiro pela beleza das paisagens, com suas montanhas, matas, praias e rios. Segundo pelo lado humano – os donos das RPPNs nos atenderam com uma hospitalidade difícil de esquecer. O nosso desafio foi o de retribuir esse carinho e mostrar toda essa riqueza ao leitor”, afirma Sérgio Simões, coordenador editorial da Bela Vista Cultural e membro da equipe de campo.

Apesar de ser o 4º menor estado brasileiro, o Espírito Santo abriga uma variedade de populações, culturas, crenças e costumes traduzidos em danças típicas e festas que fazem parte do seu calendário anual. O livro também faz um passeio por toda essa diversidade cultural, além de destacar o papel do ecoturismo em Reservas Particulares, que pode ser praticado em municípios como Vargem Alta, Santa Tereza, Santa Leopoldina, Piúma, Muniz Freire e Marechal Floriano, entre outros.

A obra faz parte de uma ação mais ampla, realizada por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio do Grupo Águia Branca e da empresa Decolores, que visa promover a doação de exemplares do livro para escolas públicas e entidades parceiras para disseminar a mensagem preservacionista da proposta. A segunda etapa do projeto ocorrerá no início de junho, quando a equipe voltará a percorrer diferentes municípios capixabas e desta vez visitar mais de 80 escolas e entidades que participarão das ações de divulgação da iniciativa cultural.

Esta é a segunda edição de uma série nacional de projetos culturais sobre este tipo de Reservas Particulares, dando continuidade a uma ação similar que ocorreu em 2018, no estado de São Paulo, que promoveu a doação de livros e apresentações em escolas que abrigavam cerca de 140 mil estudantes.

Sobre a Bela Vista Cultural

A Bela Vista Cultural é uma editora e produtora especializada no desenvolvimento de ações de impacto social voltadas à divulgação de temas urgentes e contemporâneos, em áreas como Cultura, Educação, Meio Ambiente, Artes Plásticas e Patrimônio. As propostas da empresa estão sempre voltadas à difusão dos assuntos trabalhados junto a entidades de ensino e de cultura, estimulando o diálogo e a continuidade das iniciativas abordadas nos produtos realizados.

Sobre a ACPN – Associação Capixaba do Patrimônio Natural

A entidade busca congregar proprietários de RPPN e outras reservas promovendo o intercâmbio de informações entre os RPPNistas, Poder Público, ONGs e sociedade em geral. Estimula a criação de novas Reservas Privadas e divulga todas as suas atividades, contribui com o poder publico na implementação de políticas voltadas à conservação privada e representa os interesses dos RPPNistas na aplicação dos princípios definidos no Programa Estadual Apoio e Incentivo RPPNs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s