Depois de vídeo promocional sair pela culatra, “empresário” bolsonarista que negou marmita se “arrepende”

Veja quem é o bolsonarista que humilhou eleitora de Lula em vídeo

Cassio Cenali, o “empresário” bolsonarista que decidiu entregar de marmitas a mulher pobre após saber que ela irá votar no ex-presidente Lula

Uma das situações mais bizarras (entre tantas) da atual campanha eleitoral envolve o apoiador do presidente Jair Bolsonarista, o “empresário” Cassio Cenali que gravou e difundiu um vídeo em que comunicava a uma habitante da periferia pobre da cidade de Itapeva (SP) que pararia de doar refeições a ela em função da mesma ter se declarado eleitora do ex-presidente Lula.

Se ameaçar alguém que precisa de apoio para ter comida dentro de casa já seria bizarro,  Cassio Cenali se deu ao trabalho de produzir um vídeo ainda mais bizarro que tratou de difundir em suas redes sociais. Como tanta bizarrice não teria como passar em branco em um tempo de redes fortemente monitoradas, o malfeito de Cenali ganhou notoriedade oposta à que ele desejava (aliás, o que desejava Cenali ao humilhar uma mulher pobre em condição de vulnerabilidade alimentar?).

Com o caso ganhando um vulto maior do que o esperado, Cenali tardiamente gravou outro vídeo, só que agora de suposto arrependimento em relação ao que fez com a mulher pobre de Itapevi. Com isso, Cenali agora ganhou ainda mais notoriedade, negativa é claro, já que poucos acreditam em sua sinceridade.

Agora, o que me deixa curioso é sobre o que se passava na cabeça de Cassio Cenali quando ele decidiu que negar comida a quem declarou voto em Lula lhe traria algum benefício e, pior, algum tipo de vantagem eleitoral a Jair Bolsonaro?

É essa falta de racionalidade que mais me impressiona nos apoiadores mais aguerridos de Jair Bolsonaro que costumeiramente têm esse tipo de posição, e quando flagrados tentam operar um cavalo de pau para não ficar tão mal na fotografia.

Mas  é exatamente esse tipo de pessoa que se declara “gente de bem” que luta contra o mal, apenas para se revelarem essencialmente maus e desprovidos de niveis mínimos de empatia humana, e que não raramente se encontram enrolados com algum tipo de situação problemática.  Porém, como se surpreender com pessoas que se dispõe a apoiar a um político cuja coisa mais lembrada em seus 30 anos de congresso foi declarar apoio a um torturador do quilate do coronel Brilhante Ustra?

Fico ainda pensando nos líderes evangélicos que estão alinhados até o último de cabelo a Jair Bolsonaro e no que eles diriam a Cassio Cenali. O problema é que não tenho certeza que a maioria das declarações seria de apoio e reforço.

Homem nega marmita a eleitora de Lula e vídeo gera críticas | Itapetininga  e Região | G1

Por outro lado, a boa notícia é que ao ficar pública a humilhação imposta por Cassio Cenali, diversas organizações sociais (incluindo o MST) já se dispuseram a apoiar a habitante pobre de Itapeva. Há ainda a possibilidade de que ela tenha um encontro com seu candidato a presidente nos próximos dias. Se isso realmente acontecer, mesmo sem querer, Cenali terá prestado contribuição para a derrota de Jair Bolsonaro. 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s