Primeiro debate eleitoral na Uenf pode responder uma questão: quem é situação e oposição a Silvério e Edson?

O primeiro debate eleitoral reunindo as duas chapas que concorrem à reitoria da Uenf para o período 2015-2019 acontecerá na próxima 3a. feira a partir das 18 horas no Centro de Convenções (Apitão). A campanha, convenhamos, começou seguindo o clima reinante na planície goitacá, isto é, muito fria.

Mas este primeiro debate deverá servir para que possamos resolver um primeiro mistério: qual das duas chapas representa a continuidade da política lamentável imposta pela dupla Silvério Freitas e Edson Corrêa ao longo dos seus intermináveis e desastrosos quatro anos de gestão à frente da reitoria da Uenf.

É que as duas chapas, tanto a encabeçada pelo ex-diretor do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), Edmilson Maria, como a do ex-presidente da ADUENF, Luís Passoni, não se reivindicam como continuidade (alias, quem em sã consciência faria isso?).

Como sou um armazenador de imagens de fatos marcantes nos últimos 17 anos da história da Uenf, tenho que relembrar um dos pontos mais lamentáveis da gestão liderada pela dupla Silvério e Edson que foi a tentativa de quebrar o regime de Dedicação Exclusiva dos professores, abrindo ainda que professores horistas pudessem pertencer ao quadro docente. Essa tentativa foi desmascarada a partir de uma forte reação realizada pela comunidade universitária, e acabou sendo rejeitada pelo próprio (des) governo do Rio de Janeiro.

Assim, como votaram os que hoje pleiteiam ocupar a reitoria? Como não ocupavam assentos no Conselho Universitário (Consuni), os professores Luís Passoni e Teresa Peixoto não votaram naquele fatídico dia 26 de julho de 2013.  Aliás, há que se lembrar que naquele momento, os dois eram membros da diretoria da Aduenf, tendo sido inclusive negada a voz ao professor Passoni na reunião do Consuni, já que ele queria apresentar a posição contrária votada numa assembleia de professores!

Mas e os professores Edmilson e Amaral como se comportaram? Vejamos as imagens abaixo que são bastante reveladoras!

Nesta primeira imagem, o reitor Silvério Freitas e o seu vice-reitor Edson Corrêa sorriem após a aprovação da proposta apresentada por eles para acabar com o regime de Dedicação Exclusiva dos professores da Uenf.

Reitor e Vice - Reunião Consuni - Quebra DE - PS

Já nesta segunda imagem,  os que estão com os braços levantados são os membros do Consuni que votaram na proposta apresentada pela reitoria para quebrar a DE. Em destaque nessa imagem estão os professores Edmilson Maria que na condição de diretor do CCT e Antonio Amaral, então Pró-Reitor de Pós-Graduação.

Reunião Consuni - Quebra DE - PS

O fato é que numa votação crucial para a manutenção do modelo acadêmico criado por Darcy Ribeiro para a Uenf, os professores Edmilson e Amaral votaram com a reitoria. Por isso é que soa, no mínimo, estranho agora eles insistirem que não representam a continuidade no poder do grupo que ocupa a reitoria há quase 12 anos!

Finalmente, como será um debate aberto a receber perguntas dos presentes, uma pergunta que eu faria aos dois é a seguinte: se vocês não representam a continuidade da gestão Silvério-Edson, quais são as críticas que vocês fazem em relação ao que foi feito por eles nos últimos 4 anos?

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s