Alô IMTT! Sete de Setembro virou um corredor da morte, cadê os radares?

IMG_9614

Após quase 3 meses de governo do jovem prefeito Rafael Diniz a coisa não mudou muito na ordenação do inexplicavelmente caótico trânsito de Campos dos Goytacazes, e até agora o Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) tem reproduzido o que já era feito no governo anterior , qual seja, praticamente nada.

Como residente da Avenida de Setembro, já tive oportunidade de assistir inúmeros acidentes nos últimos 7 anos, e a única coisa eficiente que vejo atuando são os socorristas do Corpo de Bombeiros que sempre mostram um profissionalismo e cuidado com os muitos feridos que são de nível excelente.

Ontem (11/03) estava calmamente tomando um café em casa quando ouvi aquele som característica de um acidente com automóveis, e logo fui ver se havia algum ciclista ou motociclista envolvido, pois esses sempre sofrem mais danos físicos. Mas o que descobri foram dois veículos bastante amassados (ver imagens abaixo) e uma pessoa, a motorita de um dos carros envolvidos no sinistro, paralisada pela dor, enquanto que lá de fora seu filho chorova com sangue escorrendo pelo nariz.

Ainda que boa parte da culpa pelo acidente de ontem tenha sido humana, o que vem ocorrendo na Avenida Sete de Setembro e outras vias com trânsito intenso em Campos dos Goytacazes extrapola a falta de educação no trânsito. O que temos de fato é a completa ausência de políticas de ordenamento do tráfego e também medidas de contenção que ultrapassem as medidas triviais de guinchamento que aparantemente são as únicas em curso na nossa cidade.

O incrível é que Itaperuna, uma cidade menor que Campos dos Goytacazes, possui vários radares em funcionamento, o que contribui para a diminuição da velocidade e, provavelmente, de acidentes. Por que Campos não possui essas ferramentas nas vias com trânsito mais intenso é um enorme mistério para mim. No caso específico do trecho da Avenida Sete de Setembro que vai até a Rua dos Goytacazes,também não entendo porque ainda se permite a passagem de caminhões pesados que não raramente transportam cargas perigosas.

A minha expectativa é que a partir da entrada do arquiteto Renato Siqueira na direção do IMTT as coisas iriam melhorar. Mas até agora, sabe-se-lá o porquê, nada mais substancial foi feito até agora. Resta esperar que as mudanças comecem logo, começando pelo ordenamento do trânsito na Avenida Sete de Setembro. Ou se vai esperar que algo pior do que os acidentes triviais aconteça para se tomar medidas mais arrojadas? Espero sinceramente que não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s