De repente, o Brasil virou a república dos ingênuos

Primeiro foi o ex-presidente Lula que surgiu dizendo que não sabia de nada sobre as ações do PT durante os escândalos do Mensalão e da Lava Jato. Depois apareceu o  (des) governador Pezão que veio a público se dizer surpreso com a avalanche de crimes cometidos por seu mentor político, o ex (des) governador e hoje presidiário Sérgio Cabral. Agora, aparecem o senador com mandato suspenso pelo STF, Aécio Neves, e o ainda “de facto” presidente Michel Temer se dizendo vítimas das travessuras de um mega empresário do qual se achavam amigos. E ainda por cima dizendo que foram “ingênuos”.

Isso até me lembro uma daquelas falas do Robin no clássico sériado de TV que tinha o homem morcego como estrela principal: Santa ingenuidade, Batman!

Mas das duas uma, ou repentinamente o Brasil virou a república dos políticos ingênuos que nada sabem sobre tudo, ou vivemos uma situação em que se perdeu completamente o prurido de tentar avacalhar com a cara dos brasileiros e ainda esperar que ninguém note isso.

Eu prefiro acreditar que num grupo formado por pessoas tão sagazes sobre algum tipo de espaço para a ingenuidade. O caso parece mesmo é de subestimação da inteligência coletiva.

7 pensamentos sobre “De repente, o Brasil virou a república dos ingênuos

  1. O Estatuto deveria prever que este argumento só vale para idoso, se seguido de interdição.

  2. Marco Antônio disse:

    Quero ver com qual cara o STF irá se apresentar amanhã para analisar o caso de Temer o ingênuo… será que serão ingênuos também?

  3. Parece que não tem nada a ver, mas me permito lembrar que, principalmente para homens públicos (incumbidos da administração da mesma natureza) vale a regra de ouro posta na Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro direcionada a todos: “Art. 3o Ninguém se escusa de cumprir a lei, alegando que não a conhece”.

  4. Marco Antônio disse:

    Professor Marcos dois questionamento se o senhor me permite: O senhor continua cético quanto a Lava Jato agora que a mesma se desdobrou para sobre o Aécio (PSDB) e Temer (PMDB)? O argumento “não sabia de nada” em sua opinião não seria também tão esdruxulo quanto esse de ser ingênuo?

    • Marco Antônio, estou cada vez mais cético quanto à Lava Jato, já quem tratou da delação do pessoal da JBS foi o MPF e a PF de Brasília que literalmente passaram o rodo no pessoal de Curitiba. Se você notou na minha postagem, o “eu não sabia” abriu o caminho para o “eu fui ingênuo”. Para mim, o principal erro do PT foi não ter aprendido a lição com o Mensalão e ter mantido a sua aliança espúria com o PMDB. E lembre-se, o Aécio Neves era muito amigo do Lula enquanto foi (des) governador de Minas Gerais. Vamos deixar de ser ingênuos, Marco Antônio!

  5. Marco Antônio disse:

    Em tempo: A quem possa interessar… saíram três reportagens interessantes sob o título Malta Files no Intercept Brasil e claro que Sérgio Cabral não poderia ficar de fora….

  6. Marco Antônio disse:

    Nessa falsa polarização entre PT e PSDB não sou ingênuo como o fulano vestido com a camisa da seleção brasileira chegando as vias de fato com o beltrano vestido com camisa vermelha. Realmente me equivoquei ao relacionar a Operação Bullish com a lava Jato, mas não dando o braço a torcer… o Aécio foi pego pedindo dinheiro para se defender na Lava Jato… em relação ao mensalão o que eu aprendi foi que o verdadeiro salvador do PT foi FHC. Concordando inteiramente com o senhor quanto a aliança entre PT e PMDB, apenas faço uma pequena observação de que, em minha opinião é claro, o maior erro do PT foi ter permitido o Lula salvar financeiramente a Rede Globo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s