ProJovem Campo: estudantes reclamam da falta de merenda e transporte

projovem-campo

O ProJovem Campo – Saberes da Terra é um programa do governo federal cuja finalidade é oferecer qualificação profissional e escolarização aos  jovens agricultores familiares de 18 a 29 anos que não concluíram o ensino fundamental.  Segundo o que consta na página do Ministério da Educação (MEC), o programa visa ampliar “o acesso e a qualidade da educação à essa parcela da população historicamente excluídas do processo educacional, respeitando as características, necessidades e pluralidade de gênero, étnico-racial, cultural, geracional, política, econômica, territorial e produtivas dos povos do campo” [1].

Pois bem, o município de Campos dos Goytacazes participa do ProJovem Campo e já tem em autorização para continuar usando uma dotação orçamentária de R$ 1 milhão e duzentos mil para dar continuidade às atividades do programa. Entretanto, sabe-se lá por qual razão, os recursos ainda não foram aplicados, criando limitações graves para os estudantes ligados ao programa, principalmente no tocante à alimentação e transporte escolar

Esta situação inexplicável, pelo menos para quem se guia pelo bom senso, levou a que um grupo que reside  na localidade de Balança Rangel escrevesse uma reclamação, informando dos problemas que estão sendo criados pela inexistência dos serviços que estão sendo custeados com verba federal, e que segundo eles estariam causando até desistências, além de baixa frequência (ver imagem abaixo).

IMG-20180906-WA0082

Fui informado que a reclamação foi enviada para a coordenação do ProJovem Campo de Campos dos Goytacazes já no dia 22 de agosto, mas que até a última quinta-feira (06 de setembro), a situação permanecia inalterada.

Depois disso, ainda tem secretário que vem dizer que os péssimos resultados alcançados pelo município de Campos dos Goytacazes no Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) é culpa só do governo de Rosinha Garotinho. Se nem com verba federal nos cofres, a coisa anda, dá para ver que não temos (como dizia o candidato Rafael Diniz) um problema de falta de recursos, mas de má gestão.

Deixo aqui a minha solidariedade aos estudantes e profissionais de educação do Projovem Campo que estão se defrontando com mais esta barreira. Do governo municipal, o que se espera é a eficiência prometida na campanha eleitoral de 2016!


[1http://portal.mec.gov.br/projovem-campo–saberes-da-terra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s