Portugal como exemplo a ser seguido no atual ambiente de avanço do fascismo no Brasil

Estou hoje na cidade histórica de Évora aproveitando para conhecer mais do interior de Portugal.  Eis que na capital do Alentejo que ostenta pouco menos de 50 mil habitantes é possível encontrar propagandas do Partido Comunista de Portugal (PCP) por suas vielas que começaram a ser construídas pelos visogodos e depois pelos romanos, ainda antes do nascimento de Jesus Cristo (ver exemplo abaixo).

pcp 2

Apesar de concordar com a plataforma geral do PCP, não posso deixar de admirar a forma pela qual eles se fazem presentes nas ruas, apontando suas propostas e indicando caminhos concretos para que os trabalhadores possam organizar suas lutas.

Essa postura é que assegurou a sobrevivência política dos comunistas portugueses após décadas de repressão sob a ditadura de Antonio Salazar, permitindo inclusive que o PCP participe da coalizão que governa atualmente Portugal.

O caminho mostrado pelo PCP é o do combate diário e nas ruas pelos corações e mentes dos trabalhadores e da juventude de Portugal.  Eu me arrisco a dizer que se os partidos que se dizem de esquerda no Brasil viessem fazendo isso com mais determinação e firmeza,  o mais provável é que não estaríamos mirando o precipício neste momento.