Agronegócio e pandemias mortais: uma mistura virulenta

Há pouco tempo recebi da Editora Elefante, a minha cópia do livro “Pandemia e agronegócio: doenças infecciosas, Capitalismo e ciência” que reúne uma série de artigos do epidemiologista evolutivo estadunidense Rob Wallace, mas só agora estou tendo a chance de começar a lê-lo.

wp-1606310170244.jpg

Sem me alongar no conteúdo, pois isso sempre desanima as pessoas de querer comprar a sua própria cópia, eu diria que a leitura de apenas dois dos trinta artigos que compõe a obra me forneceu mais informação sobre as origens, interações e caminhos percorridos pelo SARS-Cov-2, gerador da pandemia da COVID-19, do que meses de matérias e aparições de outros especialistas em programas da mídia corporativa.

É que Wallace nos apresenta uma visão muito bem conectada do papel jogado pelo grande capital e o seu forte controle sobre os meios de produção na criação das condições para a mobilização e interação de diferentes vírus e seus vetores, incluindo os seres humanos, no estabelecimento de um cenário propenso a uma ocorrência de apenas uma, mas de múltiplas pandemias que ocorrem de forma concomitante, sem que possamos sequer nos aperceber disso.

Na raiz do problema está o modelo de agricultura intensiva que reduz o campo a uma forma não natural de produção de alimentos em número de variedades cada vez mais restrito. Com isso, ocorre o aumento do desmatamento e a destruição de equilíbrios sensíveis entre vírus, seus habitats e hospedeiros.  Para Wallace entender essa combinação é mais importante do que cair na crença de que a COVID-19 tem mais a ver com “aquele famoso mercado em Wuhan” do que com a forma pela qual o capital financeiro globalizado controla o processo de produção e circulação da comida.

Mas para não estragar a surpresa, sugiro que quem quiser sair da redoma criada para nos isolar de um entendimento mais completo das causas e trajetórias da COVID-19 que se dirija ao site da Editora Elefante e adquira a sua própria cópia do livro de Rob Wallace.  Como o próprio Wallace avisa, essa é uma obra virulenta, mas essencial para que possamos entender o tamanho do buraco em estamos metidos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s