Enquanto Elon Musk estava com Jair Bolsonaro, ações da Tesla afundavam no mercado de ações, colocando em risco compra do Twitter

musk bolso

Elon Musk e Jair Bolsonaro se encontraram nesta sexta-feira (20). Reprodução/YouTube – 20.05.2022

A estrepitosa visita do multibilionário Elon Musk ao Brasil, onde veio anunciar um monitoramento da Amazônia por seus satélites (coisa que é desnecessária dado que isto já é feito pelos pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), aconteceu em um momento em que as ações da sua principal empresa, a fabricante de carros elétricos Tesla, derretiam no mercado de ações dos EUA (ver imagem abaixo).

musk

Como noticiou o jornal “The Washington Post“,  a perda de valor das ações da Tesla representam mais do que um rápido encolhimento da fortuna de Musk (que não é tão rápido assim, pois a fortuna pessoal do dono da Tela já encolheu US$ 47 bilhões desde o anúncio da compra do Twitter).  Esse encolhimento da fortuna de Musk é causado pelo fato de que desde a compra do Twitter foi anunciada, as ações da Tesla já caíram robustos 35%, sem que haja uma indicação de que a queda foi cessada. 

O grande problema é que Musk está financiando a aquisição do Twitter, em parte, com compromissos financeiros baseados em suas ações da Tesla. Se o preço das ações cair muito ou ele for forçado a abrir mão do capital, isso pode atrapalhar seu plano de financiamento para comprar o Twitter.   

O imbróglio envolvendo a situação da compra do Twitter e o derretimento do preço das ações da Tesla é tão preocupante que o último relatório anual da empresa alertou para as possíveis consequências dos empréstimos pessoais de Musk em suas ações.  Segundo a matéria do “The Washington Post”, o relatório afirma que “não somos parte desses empréstimos. … se o preço de nossas ações ordinárias caísse substancialmente, Musk pode ser forçado por uma ou mais instituições bancárias a vender ações ordinárias da Tesla para cumprir suas obrigações de empréstimo”, segundo o documento. “Qualquer venda desse tipo pode fazer com que o preço de nossas ações ordinárias caia ainda mais.

Essa situação envolvendo as práticas arriscadas de Elon Musk, que age mais como mega especulador do que como efetivamente empresário, deixam claro que as razões de sua vinda ao Brasil podem ser apenas uma mera distração de problemas bastante reais.  Enquanto isso, o presidente Jair Bolsonaro fica posando de importante e tentando parecer que do mato de Musk sai coelho.

O pior é que a imensa maioria da mídia corporativa brasileira, inclusive a especializada em mercados globais, não consegue sequer ler, como eu fiz, o que os jornais dos EUA estão dizendo em relação à situação apertada em que Musk se colocou ao anunciar uma compra forçada do Twitter. Típico viralatismo que reflete bem como se comporta não apenas o governo Bolsonaro, mas também as elites que controlam os principais grupos de mídia no Brasil.

2 comentários sobre “Enquanto Elon Musk estava com Jair Bolsonaro, ações da Tesla afundavam no mercado de ações, colocando em risco compra do Twitter

    • Prezado José, acho que você deveria se informar melhor sobre os satélites do Elon Musk, pois estes não se destinam a fazer o monitoramento da cobertura vegetal! Além disso, já temos o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais que já faz eficientemente esse monitoramento desde meados da década de 1970. E convenhamos a vinda do Elon Musk era mais sobre monitorar o que está embaixo da terra do que em cima dela, certo!?

      Curtir

Deixe uma resposta para Jose Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s