O Diário: Erosões no Açu preocupam autoridades

Clique na foto para ampliá-la

Na próxima semana, o procurador da República em Campos, Eduardo Santos de Oliveira, deve se pronunciar sobre que medidas que irá adotar após analisar um relatório sobre a erosão e outros impactos ambientais que ocorrem na praia do Açu, em São João da Barra (SJB), em decorrência da construção do Superporto na área. Estima-se que desde o início das obras, em 2012, houve uma perda de 37 hectares de praia, afetando diretamente uma população de cerca de duas mil pessoas.

O relatório, entregue na terça-feira (9/9) ao Ministério Público Federal (MPF), é de autoria do professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) Marcos Pedlowski, que coordena estudos sobre os impactos sociais e ambientais no local. Através de seu blog, Pedlowski vem denunciando os impactos, inclusive com fotos de satélite e depoimentos de moradores. No entanto, o professor não quis dar declarações sobre a solicitação do relatório pelo MPF.

Em SJB, uma audiência pública na Câmara de Vereadores chegou a ser marcada para o último dia três, mas não foi realizada. Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, uma nova audiência deverá ser realizada, mas a data não foi marcada.

A assessoria de imprensa do grupo Prumo Logística, que constrói o Porto, foi contatada via e-mail, mas não respondeu aos questionamentos.

FONTE: http://www.odiariodecampos.com.br/erosoes-no-acu-preocupam-autoridades-14815.html

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s