Saúde em caos: Campos sem vacina antirrábica

vacina

Durante os festejos de fim de ano sofri um pequeno acidente com animais domésticos que me obrigou a procurar assistência médica em Telêmaco Borba, uma cidade com população abaixo dos 100.000 habitantes no interior do Paraná. Pois bem, nos dois locais em que fui atendido tive assistência no estilo “the flash” e recebi as vacinas que me foram indicadas pelo médico que me atendeu na emergência de uma hospital particular.

Como a segunda dose estava programada para um domingo, retardei o meu retorno a Campos e procurei um unidade municipal de pronto atendimento, onde recebi o tratamento após preencher uma ficha do Sistema Único de Saúde para não moradores.

Pois bem, já de volta a Campos tive a notícia de que não existe na unidade municipal local doses da vacina antirrábica de que necessito conforme estipulado em Telêmaco Borba! E o pior é que não há expectativa de quando este medicamento estará disponível para mim e qualquer outro cidadão campista que necessite ser vacinado contra a raiva!

No meu caso a coisa não é tão grave porque o animal está sendo acompanhado desde o dia em que o problema se deu. Mas para aqueles menos afortunados que foram atacados em Campos por animais de rua cuja população é para lá de numerosa, como é que ficam?

E isto numa cidade cuja administração se apresenta como diferente do (des) governo Pezão no tocante ao caos imperando no sistema estadual de saúde. Só que não!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s