Uso juvenil do Powerpoint por Dallagnol é destroçado em artigo da revista Forbes

Os problemas que o procurador Deltan Dallognol e sua equipe amealharam com a rústica apresentação de Powerpoint na coletiva em que foram apresentadas as denúncias contra 0 ex-presidente Lula foram repercutidos de maneira dura em um artigo publicado pela influente revista Forbes (Aqui!).

forbes

A jornalista responsável pela matéria, Shannon Williams, além de notar que o Powerpoint para principiantes serviu para duas criar dois fato importantes.  O primeiro foi a criação de uma onda impressionante de “memes” que tornaram Dallagnol e sua equipe verdadeiros “laughing stocks” (motivos de chacota) nas redes sociais, tamanho o primarismo dos slides construídos para denunciar Lula como “comandante máximo” do Petrolão.  A jornalista chegou a notar que até a nova palavra criada pelos procuradores da Lava Jato (a tal “propinocracia”) aparece escrita de forma errada no principal slide da apresentação feita por Dallagnol (aparecendo como “proinocracia”).

Já o segundo elemento por Shannon Williams, e que já foi citado até pelos apaixonados opositores de Lula e do neoPT, é que a baixa qualidade da apresentação de Powerpoint feita pela equipe da Lava Jato diminui a credibilidade da denúncia formal contra Lula. E como nesse caso os próprios procuradores admitiram que sobram convicções, mas faltam provas, credibilidade seria algo essencial para conseguir a condenação de Lula e dos outros 5 indiciados.

Como professor de Metodologia da Pesquisa e usuário contumaz do Powerpoint, eu sempre lembro aos meus estudantes que esse programa foi inicialmente desenvolvido pela Microsoft para auxiliar empresas a venderem seus produtos, e só depois foi apropriado, muitas vezes de forma equivocada, para a realização de palestras acadêmicas e apresentações como as feitas pela equipe da Lava Jato.  Desta forma, é intrínseco ao uso do Powerpoint que a informação seja apresentada de forma parcimoniosa e precisa. E foi justamente esse princípio que foi ignorado, levando ao desastre que agora acompanhamos ao rescaldo. O que me impressiona é como se permitiu que isto pudesse acontecer num momento tão crucial. O mais provável é que a tarefa de preparar a apresentação tenha sido dada a algum estagiário supostamente mais versado no uso do Powerpoint.  De toda forma, se fosse uma apresentação numa disciplina que eu estivesse ministrando, eu sei bem qual a nota que daria.

Agora resta saber qual será o tamanho do desastre que Dallagnol e os outros procuradores arrumaram para si mesmos com esse uso juvenil do Powerpoint. A ver!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s