A onipresente Odebrecht e a compra ilimitada de agentes públicos no Rio de Janeiro

O jornalista Lauro Jardim publicou hoje em seu blog no jornal O GLOBO que a Odebrecht (mais precisamente a Odebrecht Transport) teria comprado a boa vontade de dois diretores da Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) por meros R$ 600 mil (Aqui!)

fetranspor

Como se sabe a Odebrecht quem detém o controle acionário da SuperVia que opera a malha de ferroviária urbana de passageiros da região metropolitana do Rio de Janeiro e, por isso, o interesse em ter amigos cativos na Agetransp.

Aliás, quem ainda se lembra a SuperVia recebeu no dia 15 de Dezembro de 2015 um mimo do (des) governo Pezão que assumiu, com aprovação da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro,  uma dívida de R$ 38,9 milhões que a empresa tinha com a Light (Aqui!)? É que  o projeto teve o aval, pasmemos todos, da Agetransp!  Daí que, convenhamos,  que os tais R$ 600 mil saíram muito baratos para a Odebrecht.

Enquanto isso,  a imensa maioria dos servidores e aposentados do Rio de Janeiro continuam sem saber sequer quando receberão os salários de Novembro/2016. Em outras palavras, o que saiu barato para a Odebrecht está saindo caro para os servidores e para a população mais pobre que depende dos seus serviços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s