Todos os caminhos levam à joalheria Antonio Bernardo

Uma das maiores revelações de todo os escândalos que cercam a crise (seletiva) financeira que se abateu sobre o Rio de Janeiro foi a revelação de que um dos caminhos preferenciais para a lavagem de dinheiro arrecadado por propinas era o das joalherias de alto luxo, algumas beneficiárias da farra fiscal comandado por Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão (Aqui!).

Dentre as joalherias identificadas como participante de um esquema sofisticado de lavagem de dinheiro foi a Joalheria Antonio Bernardo que teria criado até um esquema de contabilidade paralelo para dificultar a identificação de clientes como Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo (Aqui!).

Mas não é que com a trágica morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, descobrimos que a Joalheria Antonio Bernardo também tinha uma conexão com o caminho do coração pela figura de Liliana Schneider que seria gerente da loja existente na Barra da Tijuca, mais precisamente no Barra Shopping (Aqui!).

Agora, me digam, não é mesmo muito estranho que tenhamos esta revelação apenas depois da morte da Zavascki? Para mim, no entanto, é interessante notar que o ministro Zavascki estivesse ligado pela amizade e pelo coração a pessoas com ligação direta com a operação Lava Jato qual ele era o relator no âmbito do STF, como já era o caso do empresário Carlos Alberto Fernandes Figueira (Aqui!).

Alguns poderão dizer que não se escolhe quem se ama a partir do local onde a pessoa trabalhas, mas como Liliana Schneider trabalha na Antonio Bernardo há 17 anos, não haveria como ela não saber do esquema implantado na empresa para fazer a lavagem de dinheiro pelo menos para Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo, mas sabe-se-lá mais quem. Daí que em nome da insuspeição de suas decisões, Zavascki deveria ter aconselhado a namorada a procurar outro emprego após as conexões entre a empresa e o casal Cabral apareceram na imprensa.

E não me venham dizer que o que acontece na intimidade das pessoas não é importante para o que elas fazem profissionalmente. É que diante do quadro político e econômico criado pela operação Lava Jato, essa opção simplesmente não serve como escusa para garantir a isenção de Teori Zavascki. E, repito, o mais lamentável é que só saibamos das conexões pessoais dele após sua morte, pois ele não está mais aqui para oferecer as devidas explicações.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s