(Des) governador Pezão no Porto do Açu e as diferentes versões sobre a visita

A mídia local está anunciando a visita do (des) governador Luiz Fernando Pezão e de outras autoridades ao interior do enclave geográfico conhecido pela alcunha de “Porto do Açu”. As versões oferecidas para a mesma, entretanto, são variadas e todas carregadas de diferentes significados (ver reproduções abaixo).

As explicações dadas nas matérias vão desde a granquilonquente “lançamento da Ferrovia 118” [1] até a mais realista de que o evento serve para que as autoridades presentes firmem um protocolo de intenções que será então enviado ao presidente “de facto”  Michel Temer para ver se ele se anima a abrir os cofres federais para construir a ferrovia [2].

Mas há ainda uma nota curiosa que serve para demonstrar real importância do evento no Porto do Açu. É que aproveitando a presença em São João da Barra, o ainda ministro da Indústria e Comércio, Marco Antonio Pereira, estará na Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes para participar de uma audiência pública organizada para discutir um modelo de desenvolvimento econômico pós-royalties [3].

O problema com o evento no Porto do Açu é, que apesar das diferentes tonalidades sobre a sua importância que possam ser dadas por diferentes veículos de mídia, o fato é que ele serve mais como um vitrine para políticos aparecerem positivamente do que para destravar a construção da Ferrovia 118.  A verdade é que a construção dessa ferrovia, de importância estratégica é preciso ressalvar,  faz tempo que subiu no telhado.  E o pior é que num momento em que o governo federal se recolhe em termos de aportes diretos em investimentos de infraestrutura, ninguém da iniciativa privada apareceu com os bilhões necessários para a sua contrução.  Essa é a verdade cruel que nem “photo ops” bem azeitadas irão resolver.

Quanto ao (des) governador Pezão, a estadia em São João da Barra vai servir para que ele não tenha que ficar dentro do Palácio Guanabara abandonado à sua própria insignificância, enquanto milhares de servidores estarão aglomerados em frente da Assembleia Legislativa  para protestar contra o caos em que o estado do Rio de Janeiro está imerso neste momento, muito por causa das políticas desastrosas que ele e seu mentor político Sérgio Cabral aplicaram desde 2007.

Em suma, se a Ferrovia 118 estiver dependendo da assinatura do (des) governador Pezão para começar a sair do papel, esqueçam, pois passadas as fotografias de ocasião, ela continuará bem firme em cima do telhado.


[1] http://www.jornalterceiravia.com.br/2017/11/08/pezao-no-acu-para-evento-de-lancamento-da-ef-118/

[2] http://www.nfnoticias.com.br/noticia-8247/pezao-em-sao-joao-da-barra-nesta-quarta-feira-(08)

[3] http://campos24horas.com.br/portal/321161-2/

Um pensamento sobre “(Des) governador Pezão no Porto do Açu e as diferentes versões sobre a visita

  1. ATÉ QUANDO OS APOSENTADOS DA EDUCAÇÃO TERÃO QUE ESPERAR PELOS SALÁRIOS ATRASADOS DESDE SETEMBRO, NEM TODOS TEM QUEM OS AJUDE, O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO É DESRESPEITOSO COM AQUELES QUE TRABALHARAM UMA VIDA INTEIRA, OS ESTATUTO DO IDOSO ESTÁ SENDO IGNORADO POR POLÍTICOS. QUE PAÍS É ESSE? QUE POLÍTICOS SÃO ESSES? QUE LEIS SÃO ESSAS? CADÊ A JUSTIÇA?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s