Artigo na Frontiers in Marine Science traz novas descobertas sobre os recifes de corais do Rio Amazonas

Resultado de imagem para bp e total querem explorar petroleo na área dos corais da amazonia

A revista “Frontiers in Marine Science” publicou nesta 2a. feira (23/04) um artigo científico abordando a extensão, taxa de biodiversidade e ameaças relacionadas ao que seus autores denominam de “Great Amazon Reef System” (GARS).  Um fato importante acerca do conteúdo deste artigo é que as estimativas apresentadas estão baseadas em pesquisas baseadas em imagens submarinas da região onde se encontra esse sistema de recifes de corais na região do delta do Rio Amazonas [1].

Segundo os autores do artigo, as imagens submarinas corroboram uma série de hipóteses, incluindo: (1) o fato da área do GARS poder ser seis vezes maior do que a sugerida anteriormente (até 56.000 km2); (2) que o GARS pode se estender a profundidades maiores do que o sugerido anteriormente (até 220 m); (3) que o GARS é composto por uma maior complexidade e diversidade de habitats do que o anteriormente reconhecido (por exemplo, plataformas de recife, paredes de recife, leitos de rodolitos e fundos de esponja); e que (4) o GARS representa um sistema útil para testar se um corredor profundo conecta o Mar do Caribe ao Oceano Atlântico Sudoeste.

coral reefs

Mapa do Great Amazon Reef System (GARS) mostrando locais de amostragem. A área cinza denota a área potencial coberta por recifes mesofóticos (56.000 km2). As letras A-D correspondem aos locais em que características típicas dentro de um gradiente de profundidade de 70 a 220 m.

Os autores do trabalho também chama atenção para a necessidade urgente de adotar medidas cautelares de conservação para proteger a região diante das crescentes ameaças das práticas extrativas de petróleo e gás.

Esse alerta é particularmente importante porque a região coberta pelo GARS são alvo de pelo menos duas petroleiras (BP e Total). Ainda que a BP tenha anunciado sua desistência em relação a explorar petróleo na região do GARS, nada ainda se ouviu da francesa Total.

Um dos autores desse trabalho é o professor Carlos Eduardo Rezende, professor titular do Laboratório de Ciências Ambientais da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), e que está envolvido nas pesquisas relacionadas ao GARS desde o seu início. 

Quem desejar acessar esse artigo na íntegra, basta clicar [Aqui!].

Um pensamento sobre “Artigo na Frontiers in Marine Science traz novas descobertas sobre os recifes de corais do Rio Amazonas

  1. […] Artigo na Frontiers in Marine Science traz novas descobertas sobre os recifes de corais do Rio Amazo… […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s