Pesquisadores da Uenf verificam a presença de agrotóxicos na água consumida por assentados da reforma agrária

agrotoxicos-2

Uma pesquisa realizada na Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) avaliou a qualidade da água consumida por agricultores familiares do Assentamento Zumbi dos Palmares a partir da integração de  parâmetros que tradicionalmente são avaliados separadamente.

heliyion pesticides water

Os resultados desta pesquisa acabam de ser publicados pela revista “open access” Heliyon, e trazem como principal diferencial metodológico a combinação de diferentes técnicas de avaliação da qualidade da água  usada para o consumo humano.  O estudo avaliou amostras de água coletadas em poços rasos usados pelos assentados do Zumbi dos Palmares, incluindo parâmetros físico-químicos (pH, condutividade, turbidez),  a presença de coliformes fecais e totais,  a quantidade de nitrogênio, e as concentrações de resíduos de agrotóxicos.

Uma das principais constatações do estudo é que a qualidade das amostras utilizadas estava inadequada para consumo em cada um dos parâmetros analisados. O problema assim seria mais grave do que normalmente se considera, pois todos os parâmetros considerados apresentaram problemas, o que agravaria o comprometimento da qualidade da água consumida em áreas rurais no Brasil.

Outro aspecto notável foi a constatação de que no tocante à contaminação por resíduos de agrotóxicos foi verificado que, apesar de não existir limites determinados na legislação brasileira, pelo menos dois dos agrotóxicos analisados estavam com concentrações acima do que é tolerado em outras partes do mundo. No caso do herbicida Atrazina, este composto é conhecido por ser um disruptor endócrino e tem sido associado à redução na qualidade do esperma humano, além de também ser considerado como potencial causador de diferentes tipos de câncer.

agrotóxicos água

Em função dos resultados obtidos, os autores do estudo consideram que a avaliação da qualidade da água consumida em áreas rurais de países em desenvolvimento deixe de ser feita apenas com base no nível de contaminação biológica para incluir também outros fatores como os níveis de nitrogênio (associados principalmente ao uso de fertilizantes sintéticos) e de agrotóxicos.

Os resultados deste estudo são ainda mais significativos quando se considera que o nível de uso  de insumos agrícolas na agricultura familiar é consideravelmente menor do que nas grandes propriedades onde a aplicação de agrotóxicos e fertilizantes sintéticos atinge escalas ainda mais significativas dada a dependência das monoculturas em relação a estes compostos.

Quem desejar obter o artigo intitulado “An integrated assessment of water quality in a land reform settlement in northern Rio de Janeiro state, Brazil “, basta clicar [Aqui!]

Um pensamento sobre “Pesquisadores da Uenf verificam a presença de agrotóxicos na água consumida por assentados da reforma agrária

  1. […] dia    publiquei aqui mesmo os resultados de uma pesquisa realizada na Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) que havia detectado a presença de vários agrotóxicos em água sendo consumida por […]

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s