The Global E-waste Monitor 2020: Brasil é um dos líderes mundiais em geração de lixo eletrônico

global waste

O Brasil foi o quinto país que mais produziu lixo eletrônico em 2019. Segundo o relatório The Global E-waste Monitor 2020 , os brasileiros ficaram atrás apenas da China, EUA, Índia e Japão. Ao todo, foram geradas 2.143 toneladas no ano passado.

De acordo com o documento, o tema ainda é crítico na América Latina. Além do México, Costa Rica, Colômbia e Peru – que lideram a gestão sustentável de lixo eletrônico e que, em 2020, estão trabalhando para melhorar os sistemas já estabelecidos -, apenas Brasil e Chile estão estruturando as bases para a implementação de um quadro regulamentar formal para a logística dos resíduos.

Apesar de constar no relatório de que o Brasil não possui legislação específica sobre o assunto, em outubro de 2019, foi assinado o Acordo Setorial para a Logística Reversa de Produtos Eletroeletrônicos. O documento é um complemento à Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS (Lei 12.305/2010), e define metas para as fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes na questão de quantidade de PEVs instalados, número de cidades abrangidas e percentual de aparelhos eletroeletrônicos a serem coletados e destinados corretamente, como celulares, computadores, impressoras, ferramentas elétricas, chuveiros, eletroportáteis sem utilidade para o consumidor.

A Green Eletron, maior gestora brasileira sem fins lucrativos para a logística reversa de eletroeletrônicos e pilhas de uso doméstico que não têm mais utilidade, participou ativamente da construção do acordo e atua para mudar esse cenário no País. Desde o início das operações, em 2017, a Green Eletron instalou 228 Pontos de Entrega Voluntária, ou PEVs, em 75 cidades do Estado de São Paulo (confira aqui) e um no Distrito Federal, coletando mais de 445 toneladas de produtos eletroeletrônicos. Em 2019, a quantidade coletada triplicou em comparação ao ano anterior, com a ajuda de parcerias, campanhas e dos consumidores.

Já no programa Green Recicla Pilhas, existente desde 2010 e com mais de dois mil pontos espalhados pelo Brasil, mais de 1.680 toneladas tiveram sua destinação correta. Veja todos os coletores exclusivos de pilhas.

unnamed (12)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s