Sapos raros da Amazônia retornam ao Brasil após serem apreendidos nos EUA

Os animais traficados pelo mercado clandestino serão recebidos pelo Parque Zoológico de São Paulo

Adelphobates-galactonotus-ranasAdelphobates galactonotus, o sapo ponta-de-flecha

São Paulo, 28 de setembro de 2020 – No último dia 15, o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA – unidade do Departamento do Interior dos EUA dedicado a preservar a vida selvagem – mandou de volta ao Brasil 21 sapos da espécie Adelphobates galactonotus, também conhecidos como “sapos ponta-de-flecha”. Os sapos haviam sido traficados para os EUA em 2018 e foram apreendidos no Aeroporto Internacional de Miami. Inspetores de vida selvagem pediram que especialistas do Animal Kingdom da Disney cuidassem dos sapos enquanto corriam as investigações.

“Estou muito orgulhoso do papel do Serviço de Pesca e Vida Selvagem para o retorno dos sapos ponta-de-flecha, incrivelmente raros e protegidos”, disse o diretor-assistente do Office of Law Enforcement dos EUA, Edward Grace. “Essa jornada extraordinária se deve ao árduo trabalho de nossos inspetores de vida selvagem e de nosso adido no Brasil, que trabalharam em colaboração com funcionários do Departamento de Estado dos EUA, Departamento de Agricultura dos EUA, Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA, Animal Kingdom da Disney e nossos parceiros no Brasil. Graças ao trabalho de todos, esses sapos foram resgatados do comércio ilegal de animais, tratados pela Disney e então puderam voltar para o Brasil, que é o lugar deles”.

“Na Disney, temos o compromisso de proteger a vida selvagem de todo o mundo”, afirma Dr. Mark Penning, vice-presidente do Disney’s Animals, Science and Environment, do sapos ponta-de-flecha. “Quando o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA nos contatou, nos sentimos compelidos a fazer parte dessa história e ajudar, já que sabíamos que poderíamos dar os melhores cuidados possíveis a esses sapos até que eles pudessem fazer a viagem de volta para casa.”

Por mais de dois anos, os sapos foram cuidados no Animal Kingdom da Disney, e agora são mandados de volta ao Brasil, onde serão recebidos e cuidados pelo Parque Zoológico de São Paulo. Depois de uma quarentena de 60 dias, as pessoas poderão visitá-los e aprender mais sobre essa espécie colorida e única da floresta tropical.

O retorno dos sapos é uma parceria entre o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA e as autoridades brasileiras que lutam contra o tráfico de vida selvagem, tais como o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Tráfico da espécie

Em 2018, sapos ponta-de-flecha chegaram ao Aeroporto Internacional de Miami como parte de uma carga comercial da Europa. Os inspetores do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA examinaram a carga e encontraram os sapos, nativos da costa sul do Rio Amazonas. O nome da espécie se deve à habilidade única de excretar venenos como mecanismo de defesa na natureza selvagem. Eles são usados com frequência pelos indígenas, que utilizam as toxinas para cobrir lanças e pontas de flecha para aumentar as chances de sucesso nas caças de subsistência.

Pelas leis brasileiras, é ilegal remover essa espécie de seu habitat, vendê-la ou mesmo mantê-la em cativeiro sem a permissão do IBAMA – dada apenas para instituições científicas.

Além disso, essa espécie é protegida internacionalmente, constando no Apêndice II da CITES (sigla em inglês para Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção).

A jornada desses sapos coloca em evidência a importância das parcerias público-privadas e da colaboração internacional para combater o tráfico internacional de vida selvagem e proteger e conservar espécies em situação crítica de ameaça de extinção.

De acordo com a ONG brasileira RENCTAS, o tráfico de vida selvagem no Brasil ultrapassa os US$ 2 bilhões por ano e é o terceiro comércio ilegal mais rentável no mundo, atrás apenas dos tráficos de drogas e de armas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s