Em novo artigo no “The Proof”, Seth Abramson cita Eduardo Bolsonaro como um dos conspiradores da invasão ao Capitólio

Trump Supporters Hold "Stop The Steal" Rally In DC Amid Ratification Of Presidential Election

WASHINGTON, DC – 06 de janeiro: Milhares de apoiadores de Donald Trump se reúnem do lado de fora do prédio do Capitólio dos EUA após uma manifestação “Stop the Steal” em 6 de janeiro de 2021 em Washington, DC. Um grande grupo de manifestantes invadiu o edifício histórico, quebrando janelas e entrando em confronto com a polícia.  Spencer Platt / Getty Images / AFP

Em uma nova reportagem no site “The Proof”, o professor universitário e advogado, também conhecido por suas colunas nos principais jornais estadunidenses, Seth Abramson identifica o que identifica uma espécie de guia para identificar os principais grupos pela invasão realizada em janeiro de 2021 ao congresso dos EUA.  Abramson dividiu os grupos de pesquisadores em: paramilitares, organizações de base, a Campanha de Donald Trump, Agitadores Independentes e facilitadores, e Membros do Congresso.

Em cada um desses grupos Abramson, identificou não apenas os papéis cumpridos por cada um dos deles, mas também seus componentes e os papéis cumpridos na preparação e execução da invasão ao Capitólio. E aí que a coisa começa a ficar interessante, pois Abramson inclui o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) em uma condição de destaque no grupo de “Agitadores Independentes e Facilitadores” (ver imagem abaixo).

id and enablers

É interessante notar que Abramson caracteriza este grupo como sendo formado por “um bizarro enxame de pessoas que inclui vigaristas dissolutos, ideólogos perturbados e agentes estrangeiros – essencialmente, pessoas inescrupulosas, mas com recursos suficientes, que veem em Trump um meio de promover seus designs marginais com relativa impunidade.” Além disso, ainda segundo Abramson, os “Agitadores Independentes e Facilitadores” teriam operado “em um nível de visibilidade significativamente mais baixo, lubrificando as rodas da insurreição em regiões distantes do mecanismo de insurreição – aquelas que de outra forma poderiam ter falhado em seu propósito” no dia da invasão ao Capitólio.

Em suma, este grupo teria ocupado um papel não menos importante, ainda que operando de forma discreta dentro do processo que resultou na invasão do congresso dos EUA.

Mas se realmente ficar determinado pelos serviços de inteligência e pelas órgãos policiais dos EUA que Eduardo Bolsonaro cumpriu tal papel relevante, uma consequência óbvia que ele será indiciado em processos que eventualmente sejam formados para punir os responsáveis pela invasão que representou um dos mais duros atentados ao congresso dos EUA. 

Finalmente, como Seth Abramson não é uma figura inexpressiva dentro do grupo que faz análises políticas nos EUA, essa reportagem não deverá ser desprezado pelos que citados nela. E quem fizer isso, poderá acabar pagando um preço caro.

6 comentários sobre “Em novo artigo no “The Proof”, Seth Abramson cita Eduardo Bolsonaro como um dos conspiradores da invasão ao Capitólio

  1. Pingback: Em novo artigo no “The Proof”, Seth Abramson cita Eduardo Bolsonaro como um dos conspiradores da invasão ao Capitólio — – Mágica Mistura✨

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s