Em audiência pública, secretário estadual de Saúde do MS enfrenta negacionistas da COVID-19 e os chama de “nazistas e fascistas da atualidade”

geraldo resende

Secretário estadual de Saúde do MS, Geraldo Resende, responde de forma dura a manifestantes que impediam realização de audiência pública na Câmara de Vereadores de Campo Grande

Em uma audiência pública realizada para discutir a implantação de um “passaporte da imunidade” no estado do Mato Grosso do Sul, o secretário estadual de Saúde,  Geraldo Resende, resolveu literalmente nome aos bois e chamou manifestantes de “nazistas e fascistas da atualidade” por tentarem se opor aos esforços realizados para conter a continuidade da pandemia da COVID-19, dizendo que a maioria do povo os irá colocar na lata de lixo da história (ver vídeo abaixo).

De quebra, Resende defendeu que se avance na implantação de um passaporte sanitário no Mato Grosso do Sul como forma de proteger vidas e deter a pandemia da COVID-19.

Eu diria, sem conhecer a trajetória do secretário estadual de Saúde do MS que ele disse o que muitos pensam e não têm coragem ou oportunidade de dizer.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s