Spotify remove músicas de Neil Young por disputa com podcaster negacionista das vacinas

O Spotify disse na quarta-feira que o serviço de streaming lamenta a decisão de Young, mas espera “recebê-lo de volta em breve”

ny

O Spotify disse na quarta-feira que concordou em remover a música de Neil Young depois que o famoso cantor e compositor disse que não compartilharia a plataforma com o podcaster Joe Rogan, que foi criticado por espalhar desinformação sobre vacinas.

“Eles podem ter Rogan ou Young. Não os dois”, disse Young, de 76 anos, em uma carta aberta ao seu empresário e gravadora que foi postada em seu site Neil Young Archives na segunda-feira, segundo a Rolling Stone. A NBC News não viu o post original e não está claro por que foi removido do site de Young.

Um porta-voz do Spotify disse em um comunicado por e-mail que a empresa concordou em remover o trabalho de Young. O Spotify disse que lamenta a decisão de Young, mas espera “recebê-lo de volta em breve”.

“Queremos que todo o conteúdo de música e áudio do mundo esteja disponível para os usuários do Spotify”, disse o serviço de streaming. “Com isso, vem uma grande responsabilidade em equilibrar a segurança dos ouvintes e a liberdade dos criadores. Temos políticas de conteúdo detalhadas e removemos mais de 20.000 episódios de podcast relacionados ao COVID-19 desde o início da pandemia.”

O catálogo solo do cantor de “Heart of Gold” abrange mais de cinco décadas, desde seu álbum auto-intitulado de 1969 até seu álbum mais recente, “Barn”, de 2021. Um representante de Young não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Young chamou “The Joe Rogan Experience” em sua carta e o perigo do Spotify permitir a distribuição de desinformação potencialmente fatal.

“Com uma estimativa de 11 milhões de ouvintes por episódio, JRE, que é hospedado exclusivamente no Spotify, tem uma tremenda influência”, disse Young. “O Spotify tem a responsabilidade de mitigar a disseminação de desinformação em sua plataforma.”

Roganconhecido por suas opiniões contrárias e muitas vezes infundadas sobre a medicina , enfrentou uma reação generalizada por questionar a segurança das vacinas durante a pandemia. Ele assinou um acordo com o Spotify em 2020 que lhe renderia mais de US$ 100 milhões, dependendo do desempenho.

O Dr. Anthony Fauci, principal conselheiro médico do presidente, criticou Rogan no ano passado sobre os comentários de Rogan dizendo que não acreditava que os jovens deveriam ser vacinados contra o coronavírus.

“Bem, isso está incorreto, e a razão pela qual você está falando de si mesmo no vácuo”, disse Fauci a Savannah Guthrieno programa “TODAY”.

No início deste mês, quando o YouTuber Ethan Klein criticou publicamente as declarações de Rogan sobre a desinformação do COVID-19, os fãs de Rogan inundaram Klein com comentários gordofóbicos e antissemitas.

O YouTube derrubou um episódio recente de “The Joe Rogan Experience” por violar as diretrizes da comunidade da plataforma, que proíbem informações erradas relacionadas a eleições, COVID-19 e vacinas.

color compass

Este texto foi escrito originalmente em inglês e publicado pela NBC News [Aqui!].

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s