A falência do (des) governo Pezão quem paga são os servidores estaduais

pezaoecabralcabralepezao

Algo que já era esperado por mim há vários meses acaba de ser anunciado pelo jornal  O DIA por meio da Coluna do Servidor como mostra a imagem abaixo.

 

pezão salario

 

É que apertado por gastos bilionários que foram feitos sem a menor responsabilidade fiscal, o (des) governador Luiz Fernando Pezão acabou tendo de recorrer ao mais velho dos truques: primeiro mandou suspender o pagamento dos fornecedores, e agora decidiu parcelar os salários dos servidores.

Algumas curiosidades precisam ser explicitadas em mais este episódio que demonstra como está mal gerido o estado do Rio de Janeiro e com prioridades completamente invertidas. A primeira é que o funcionalismo do Rio de Janeiro recebe alguns dos piores salários da federação, o que faz com que o Rio de Janeiro tenha mantido a posição de ser o estado que menos gasta com a sua folha de servidores.  Isto tudo dito e somado significa que não é a folha de pagamentos que está causando a crise financeira que assola o Rio de Janeiro neste momento.

A segunda curiosidade é que a decisão em torno deste parcelamento ocorre apenas três dias após a veiculação da informação de que dirigentes da Construtora Andrade Gutierrez após aceitar pagar uma multa de R$ 1 bilhão, também teriam indicado que o senador Edson Lobão (PMDB) e o ex (des) governador , e padrinho político de Pezão,  Sérgio Cabral teriam recebido subornos da empreiteira (Aqui!). 

Agora vamos ver como reage o funcionalismo estadual frente a essa tunga de seus carcomidos salários. Eu falo em “tunga” porque uma quantidade significativa dos servidores depende atualmente dos chamados empréstimos consignados, os quais serão debitados pelos bancos credores nos dias previamente acertados, sem levar em conta o aprisionamento de seus proventos pelo (des) governo do Rio de Janeiro. Isto implicaria em pagamentos de juros e correção monetária, as quais não serão aplicadas aos salários dos servidores quando finalmente forem pagos.

Aliás, há que se lembrar que a nota postada na Coluna do Servidor não traz qualquer informação sobre quando o saldo devido aos servidores será finalmente pago. E isto, convenhamos, é um péssimo sinal.

Um pensamento sobre “A falência do (des) governo Pezão quem paga são os servidores estaduais

  1. Roberto disse:

    É preciso acabar com esta hipocrisia, achar que o governador Luiz Fernando Pezão e o vice Francisco Dornelles vão resolver o problema do Estado do Rio de Janeiro, o governo federal está omisso com os problemas da população, é preciso agir, o povo não pode esperar, tem que haver uma INTERVENÇÃO FEDERAL, o povo está sofrendo, os servidores, a economia está prejudicada por este impasse, a única solução é o governo federal do presidente Michel Temer se pronunciar, eles não querem ferir o governador do Rio de Janeiro, mas quem está sofrendo é a população, o prejuízo será maior se esperaram mais tempo, pode ficar pior, o caldeirão pode se espalhar pelo país e o governo federal será também responsável.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s