TsuLama da Samarco e a difícil ressurreição: onda de rejeitos chega nas praias de Aracruz

Onda de lama se aproximando do Rio Piraquê-Açú e das praias de Aracruz

Foto: Paulo de Araújo/Ministério do Meio Ambiente

Paulo de Araújo/Ministério do Meio Ambiente

Lama de barragem que se rompeu em Minas avança sobre o mar no Espírito Santo

Órgãos ambientais dos governos do Espírito Santo e federal detectaram, nesta segunda-feira (21), vestígios da pluma de lama, na Foz do Rio Piraquê-Açú e se aproximando das praias de Aracruz. Os vestígios da pluma que foramencontrados são provenientes do rompimento da barragem da Samarco, em Mariana (MG). O Piraquê-Açu abastece a cidade de Aracruz.

A maior concentração dessa mancha escura segue em direção ao mar aberto. A Prefeitura Municipal de Aracruz (PMA) divulgou comunicado ressaltando que o monitoramento da situação na região marinha está sendo realizado diariamente pelos Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (IEMA), Agência Estadual de Recursos Hídricos (AGERH) e Secretaria Municipal de Meio ambiente (SEMAM).

“Considerando que o levantamento é diário estaremos acompanhando a evolução da situação para a adequada comunicação à comunidade e adoção das medidas cabíveis. A Prefeitura de Aracruz informa ainda que continuará adotando todas as medidas necessárias à prevenção e reparação de possíveis danos ambientais, sociais e econômicos que vierem a ser causados no município em razão desse acontecimento lamentável”, diz comunicado.

A lama de rejeito de minério inundou o Rio Doce entre os estados capixaba e Minas Gerais desde o dia 05 de novembro, quando duas barragens da Samarco Mineradora – cujos donos são a Vale e anglo-australiana BHP Billiton – se romperam. A onda de lama chegou ao mar no distrito de Regência, em Linhares, em 22 de novembro, levando a prefeitura a interditar as praias de Regência e Povoação, espalhando placas ao longo das praias informando que a água está imprópria para o banho.

FONTE: http://www.eshoje.jor.br/_conteudo/2015/12/noticias/meio_ambiente/36807-onda-de-lama-se-aproximando-do-rio-piraque-acu-e-das-praias-de-aracruz.html

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s