O pacote das maldades do (des) governador Pezão em detalhes

cabral-dornelles

Detalhes sobre a amplitude do pacote do arrocho  formulado pelo (des) governo Pezão contra servidores públicos, aposentados e setores mais pobres da população continuam a aparecer, e os detalhes mostram um ataque em grande escala contra salários, aposentadorias e políticas sociais (ver a sequência de imagens abaixo).

img-20161104-wa0012img-20161104-wa0013img-20161104-wa0014

E numa demonstração de que este pacote foi articulado previamente com os setores que apoiam o (des) governo Pezão na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, algumas das maldades serão aplicadas na forma de decretos, enquanto que outras serão por meio de projetos de lei, os quais certamente serão emendados.

Por exemplo, um direito queé importante na recomposição salarial dos servidores é o chamado tempo por serviço (triênio) que será extinto via decreto. Essa extinção é um desejo antigo dos (des) governos do PMDB que agora vai concretizá-lo via decreto.

Outra maldade será a cobrança de 30% nas aposentadorias já concedidas, uma medida que deverá aumentar o caos financeiro de um setor particularmente frágil da população. E usti depois de servirem por vidas inteiras ao estado do Rio de Janeiro.

Agora, uma alma mais ingênua poderia se perguntar sobre qualquer recuo na farra fiscal que colocou o estado do Rio de Janeiro na situação em que se encontra. Essa, minhas amigas e meus amigos, vai permanecer intocada. Enquanto isso, será aumentado a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre energia elétrica, cerveja e cigarro. Muito justo, não?

Finalmente, não há como não notar que essas medidas todas são a cara e o focinho da chamada PEC 241 que foi recentemente aprovada pela Câmara de Deputados. E certamente outros (des) governos estaduais seguirão a mesma trilha de Pezão e Dornelles. A ver!

3 pensamentos sobre “O pacote das maldades do (des) governador Pezão em detalhes

  1. Antonio José Perez LIma disse:

    O descalabro não é só isenção fiscal, mas malversação de verbas públicas, e tanto isto é verdade que o Rioprevidencia se envolveu numa enrascada bilionária com megainvestidores globais, resultando no bloqueio de parte de suas receitas, por isto é que a Previdencia Estadual está no vermelho.Este é o Governo Cabral/Pezão.Cadeia é pouco.

  2. […] via O pacote das maldades do (des) governador Pezão em detalhes — Blog do Pedlowski […]

  3. Sandra Ciock disse:

    NÓS ESTATUTARIOS, NÃO TEMOS FUNDO DE GARANTIA, A SAUDE CONHECIDA COMO SERVIÇO ESSENCIAL, NÃO TEM REAJUSTE NO SEU VENCIMENTO BASE DESDE JUNHO DE 1999.NÓS TRABALHAMOS EM PÉSSIMAS CONDIÇÕES DE TRABALHO, FAZEMOS O MÁXIMO COM O MINIMO QUE TEMOS PARA TRABALHAR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s