Agricultura tóxica: Greenpeace lança relatório sobre modelo agrícola brasileiro

greenpeace

A Organização Não-Governamental Greenpeace acaba de lançar um interessante relatório que analisa o modelo agrícola brasileiro onde são levantadas as diferentes consequências ambientais e sociais que decorrem das suas práticas.

Um elemento que é tratado com especial atenção se refere ao uso intensivo e abusivo de agrotóxicos para a sustentação de um modelo fortemente ancorado em monoculturas voltadas para a exportação.

Pelo que pude analisar do conteúdo do relatório, o mesmo é daqueles que merecem uma cuidadosa leitura e mesmo disseminação ampla. É que bombardeadas pela propaganda enganosa do “Agro é pop”, a maioria dos brasileiros está diariamente consumindo alimentos contaminados por substâncias com alta toxicidade e que podem trazer graves consequências para ecossistemas naturais e para seres humanos.

Quem desejar baixar o arquivo contendo este relatório, basta clicar [Aqui!]

2 pensamentos sobre “Agricultura tóxica: Greenpeace lança relatório sobre modelo agrícola brasileiro

  1. fazplanalto disse:

    Trabalho na agricultura a mais de dez anos e posso te garantir que todas as práticas são feitas dentro da legislação vigente, isto é, essa conversa que o Brasil é o maior usuário de agrotóxicos, etc, inexiste.
    Tanto é que o próprio produtor rural e consumidor final de seus produtos: ele produz soja e consome óleo de soja; ele produz milho e consome produtos a base de milho.
    É preciso parar de “demonizar” o produtor rural, pois sem a atividade rural de larga escala, nosso País passaria fome; é impossível sustentar o País somente com a agricultura familiar.

    #Sou Agro e tenho orgulho disso!!

    • Faz Planalto, estudo o uso de agrotóxicos há mais de uma década e minha experiência é que você está errado. A maioria dos agricultores evita comer o que vende, esse é o fato. E os que não o fazem, o fazem por completa ignorância. A análise dos resíduos de agrotóxicos é ainda precária no Brasil, mas na hora que se chegar à contaminação do óleo de soja veremos o que o agricultor anda comendo. Aliás, não só o agricultor, mas os consumidores em geral. E não se engane, de pop o agro não tem nada. Agora, veneno e escravidão, tem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s