Mineração de bauxita é repudiada em Rosário da Limeira

Este blog já postou várias postagens sobre os conflitos e tensões que estão cercando as tentativas da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), ligada ao Grupo Votorantim, de avançar suas atividades de mineração no município mineiro de Rosário da Limeira, que está localizado na Zona da Mata. Uma dessas postagens resultou inclusive num processo judicial contra mim por supostamente ferir a imagem da CBA, o qual, felizmente, foi indeferido pela justiça de Campos dos Goytacazes.

Eis que agora um novo desdobramento deverá causar ainda mais dissabores à CBA e aos seus esforços de conduzir atividades de mineração em Rosário da Limeira. Falo aqui da decisão da Câmara Municipal de Rosário da Limeira de emitir uma moção de repúdio à realização de atividades de mineração no seu território (ver imagem abaixo).

moção rosario

Entre os motivos apresentados elencados de forma unânime pelos vereadores de Rosário da Limeira para repudiar a implementação da mineração no município estão os impactos causados por este tipo de atividade sobre os solos e o lençol freático.

Ainda que esta moção seja mais uma declaração política do que um documento com capacidade de efetivamente bloquear a emissão de licenças ambientais e demais autorizações requeridas para autorizar o processo de mineração, não deixa de ser um alento saber que, pelo menos em Rosário da Limeira, há um ambiente político onde os interesses estratégicos em torno da sustentabilidade social e ambiental estão sendo colocados como prioridade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s