Nascimento de agência de checagem de “fake news” é uma novidade que perturba quem vive da produção delas

fake news
Iniciativa do Portal Viu!, agência de checagem vai dificultar a vida de quem vive de produzir e vender fake news no Norte e Noroeste Fluminense e na região dos Lagos

A alvissareira notícia publicada no Portal Viu! de que as regiões Norte e Noroeste Fluminense e dos Lagos tem a sua primeira agência de checagem de notícias denominada “Fonte Exclusiva“.  

Essa iniciativa pioneira deve ser recebida com entusiasmo por todos aqueles que estão comprometidos com a distribuição de informações jornalísticas qualificadas, pois será diminuído poder dos agentes de transmissão de notícias falsas ou tendenciosas que causam sérios danos à democracia brasileira, que ficaram muito bem demonstrados nas últimas eleições presidenciais, quando uma poderosa rede de “fake news” influenciou diretamente no resultado.

Obviamente sempre haverá quem se sinta incomodado com a existência de uma agência de checagem, começando por aqueles que produzem as “fake news” como forma de imposição de poder político e, não raramente, de obtenção de patrocínios e outros quetais. 

Como corretamente apontou na matéria de lançamento do “Fonte Exclusiva” o jornalista Douglas Fernandes, em cidades do interior existem veículos da mídia corporativa que funcionam como “indústrias de fake news”,  especializando-se em “fofoca e futrica”. Os donos desses veículos certamente se sentirão incomodados com o aparecimento de uma agência que cheque a qualidade e veracidade daquilo que é publicado como informação jornalística, mas que muitas vezes não passa de manjadas fake news.

Aliás, um dos primeiros sintomas de que algo apresentado como jornalismo é, na verdade, fake news são os repetidos ataques de caráter em que nomes são omitidos, mas deixados implícitos para que não haja a devida verificação da verdade pelo leitor. Esse caráter covarde de muitas “matérias jornalísticas” é o primeiro indicador de que estamos diante de uma fake news, muitas vezes produzidas por indivíduos que sequer possuem um mínimo de experiência profissional no jornalismo (oxalá um diploma de jornalista).

Mas é exatamente por essas reações antagônicas que a iniciativa do Portal Viu! deve ser saudada com entusiasmo. A partir dessa iniciativa, talvez, ninguém possa produzir fake news impunemente. Isto em um período politicamente tão difícil é sim motivo de felicitação. Longa vida à Fonte Exclusiva!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s