Ricardo Salles e seu churrasco celebratório fora de lugar

Resultado de imagem para ricardo salles cop 25

Estive fora de combate nos últimos dias e não pude comentar antes o papel jogado pela delegação brasileira no fracasso das negociações no interior da chamada COP25  para que um acordo multilateral em torno dos ajustes necessários para se fazer frente às inevitáveis consequências das mudanças climáticas que estão ocorrendo na Terra, Lá, sob liderança do ministro (ou seria anti-ministro?) do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o Brasil chegou a negar duas coisas que a ciência já demonstrou faz tempo: o papel dos oceanos e do uso da terra no clima global!

Pelo que li a presença de Ricardo Salles na COP25 se dividiu em duas ações básicas: 1) implorar por dinheiro para “proteger” o meio ambiente e 2) impedir qualquer evolução positiva nas negociações para um conjunto de regras para um ajuste global na produção econômica de forma a manter o clima da Terra dentro um limiar capaz de impedir grandes e trágicas transformações ao longo do planeta.  Essa postura não passou despercebida, e foi classificada por representates de outros governos como “chantagem imatura“.

Essa postura é coerente com quem Ricardo Salles e com o governo que ele representa. Ambos são céticos das mudanças climáticas e negam que os que está sendo visto e medido cientificamente sejam resultado do funcionamento da economia global. Aliás, a coerência entre o ministro e governo é tanta que, logo após impor um acordo extremamente minimalista à COP25, Ricardo Salles resolveu fazer uma piada de mau gosto e postou uma imagem de um churrasco (pago com o dinheiro público com certeza) em algum restaurante de Madri (ver imagem abaixo).

Ricardo Salles veggie

Mas esquecendo um pouco da coerência e pensando mais nos efeitos desastrosos que a presença de Ricardo Salles teve para o lugar ocupado pelo Brasil na discussão das mudanças climáticas, eu diria que outros representantes de governos nacionais toleram o negociador mais duro, mas definitivamente possuem pouco apetite para molecagens. Assim, ao se comportar com um colegial indisciplinado e metido a engraçadinho, Ricardo Salles chamou para o Brasil, as piores consequências dos seus atos.  Ainda que isso não se manifeste prontamente, não há dúvida de que consequências ocorrerão. Mas o fato é que o Brasil saiu isoladíssimo da COP25, e esta posição isolada terá custos.

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s