Com o governo federal paralisado, a pandemia avança para os rincões do Brasil

brasil-coronavirus-joedson-alves-efe

No último dia do mês de maio, o Brasil está fortemente consolidado como o segundo principal foco da COVID-19 no mundo, tendo já ultrapassado 500.000 infectados e beirand os 30.000 mortos, apenas se considerando os dados oficiais. E isso é especialmente lamentável porque não teria que ter sido assim, já que o Brasil teve tempo suficiente para evitar a confirmação dos piores cenários (ver tabela abaixo).

covid-19 053120

O avanço da pandemia no Brasil caminha “pari passu” com a paralisia do governo Bolsonaro, que após demitir dois ministros da Saúde que procuravam imprimir um mínimo de racionalidade científica às ações do governo federal (e quando digo mínimo é isso mesmo, mínimo). Após a demissão de Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, e a ascensão de uma espécie de protetorado militar no Ministério da Saúde, o fato objetivo é que se perdeu qualquer capacidade de gestão centralizada. O resultado dessa ação, orquestrada a partir das posições negacionistas do presidente Jair Bolsonaro, foi o avanço rápido da ascensão da curva de contaminação e, consequentemente, de mortos.

avanço covid-19

Plataforma criada para analisar avanço da COVID-19 mostra rápida interiorização da pandemia no Brasil.

É essa natureza política do avanço da pandemia que tornou o Brasil um concorrente sério a passar das 100.000 mortes por COVID-19.  Mas o pior é que se persistirem os esforços para reabrir o comércio, o número de óbitos poderá ser o dobro do que o limite atualmente estipulado.  Nesse caso, é preciso enfatizar que as pressões para reabrir atividades não- essenciais resultam da indisposição do ministro Paulo Guedes em liberar recursos para as micro- e pequenas empresas que têm carregado o piano nas costas em meio a uma crise econômica que já perdura desde 2016.  Guedes manifestadamente só se preocupa com os bancos, em uma espécie de “cuidar dos seus” já que ele é ligado diretamente ao setor.

Em outras palavras, o avanço da pandemia no Brasil tem origem em uma opção de gestão da nossa economia com olho na saúde dos bancos, e não do povo, especialmente dos segmentos mais pobres. Tivesse o governo Bolsonaro qualquer preocupação real em conter a pandemia, uma linha especial de crédito, tal qual a que foi criada para as grandes instituições financeiras, já teria sido criada, retornando os R$ 20 bilhões que foram retirados do orçamento do Ministério da Saúde em 2019. Mas nem gastar o que foi orçado para o ano de 2020 está se gastando.

Com surto em lar de idosos e frigorífico, Passo Fundo tem mais ...Trabalhadores de frigoríficos estão entre mais contaminados por coronavírus no Brasil.

Um aspecto que tem sido negligenciado no avanço da pandemia é aquele que revela que os grandes focos de contaminação estão hoje associados ao agronegócio e à mineração, com milhares de casos sendo concentrados em frigoríficos e áreas de mineração, onde os trabalhadores seguem sendo obrigados a se expor ao coronavírus para manter as atividades das grandes empresas aptas a exportar suas commodities agrícolas e minerais, aumentando ainda mais a concentração da renda no Brasil. A razão dessa negligência é só uma: o agronegócio e as mineradoras são aliadas de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro, e cada vez mais são estratégicas para a sua manutenção no poder. Em troca desse apoio, esses setores receberam uma espécie de passe livre para expor seus trabalhadores aos riscos de contaminação.

Por isso, considero que todos os ruídos que estão sendo causados nas redes sociais e nas ruas pelos apoiadores do governo Bolsonaro não passam de uma tática diversionista para permitir que as ações anti-nacionais e anti-povo continuem sendo realizadas, no melhor estilo “passa boiada” de Ricardo Salles.  Mas não há propaganda de cloroquina que possa apagar as evidências já consolidadas de que o presidente Jair Bolsonaro tem sido uma espécie de “melhor amigo do coronavírus”, e as pesquisas de opinião pública revelam claramente que a maioria das pessoas já entendeu isso perfeitamente. 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s