A chuva de agrotóxicos do governo Bolsonaro explicada por Larissa Bombardi

chuva 1

Considero que a professora Larissa Bombardi, docente e pesquisadora do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo (USP), como uma das mais bem preparadas estudiosas de venenos agrícolas no Brasil. Abaixo posto um vídeo em que ela explica de forma extremamente didática algumas das principais características da verdadeira enxurrada de substâncias altamente perigosas que foram liberadas apenas nos primeiros 18 meses do governo Bolsonaro.

Mas para enfatizar algumas das principais observações apontadas pela professora Bombardi, posto abaixo uma síntese das mesmas para que se entenda o tamanho do problema que está posto não apenas para os brasileiros, mas para todos os países que importam a produção envenenada que o latifúndio agro-exportador do Brasil.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mas como o governo Bolsonaro está aproveitando para “passar a boiada” também na área de liberação agrotóxicos. É que desde a publicação deste vídeo pela professora Bombardi, outros 29 agrotóxicos já foram liberados pelo Ministério da Agricultura sob o comando da “musa do veneno”, a ministra Tereza Cristina (DEM/MS).

3 comentários sobre “A chuva de agrotóxicos do governo Bolsonaro explicada por Larissa Bombardi

  1. Pingback: Observatório dos Agrotóxicos: em plena pandemia, governo Bolsonaro autoriza mais 38 agrotóxicos e já chega a 245 em 2020 | Blog do Pedlowski

  2. Pingback: Brasilien: Sprunghafter Anstieg von Pestizid-Neuzulassungen unter Bolsonaro | Akela News

  3. Pingback: Brasil: aumento repentino de novos registros de agrotóxicos pelo governo Bolsonaro | Blog do Pedlowski

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s