Uma eulogia para Esdras Pereira

wp-1637680002213

Faleceu hoje o fotojornalista Esdras Pereira. A ele devo a experiência de ter conduzido meu primeiro esforço para dialogar e transferir conhecimento para fora dos muros da universidade por meio da revista semanal “Somos Assim”. É que a partir de um convite que surgiu de um papo pós-crepe, colaborei com a Somos Assim, um veículo que marcou época na cidade de Campos dos Goytacazes na primeira década do Século XXI por seu projeto jornalístico arrojado para uma cidade que teima em continuar provinciana.

Com os anos de Somos Assim, aprendi muito com o Esdras no tocante ao processo de comunicação, pois ele era a alma da revista, onde imprimia as suas digitais desde a preparação dos textos, passando pela aquisição de imagens, chegando na diagramação. Essa capacidade sempre me pareceu rara, pois apesar de estar claramente mais confortável com a câmera fotográfica na mão, o Esdras tinha plena capacidade de fazer tudo acontecer na Somos Assim  A verdade é que, acima de tudo, ele era uma pessoa exigente não apenas com seus colaboradores, mas principalmente consigo mesmo.

A experiência na Somos Assim também me trouxe a oportunidade de conhecer Esdras Pereira na intimidade da sua família, já que ele me abriu as portas da sua casa para incontáveis almoços que ele mesmo preparava com esmero e dedicação.  Era na cozinha que ele melhor combinava rigor com criatividade, e do seu fogão acabavam sempre saindo comidas deliciosas. Ali pude presenciar a face de marido e pai de um profissional que acima de tudo prezava pelo cuidado com os seus. Apesar de não ser o tipo de pai que passava a mão na cabeça dos filhos (na verdade filho e filhas), o Esdras era extremamente amoroso e preocupado com cada um deles, estivessem aqui em Campos dos Goytacazes ou na distante Macau.

Algo que sempre guardarei do Esdras era o seu compromisso com a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf). Por causa desse compromisso, ele se envolveu em refregas que eram mais minhas do que dele, mas sempre com uma disposição para fazer valer o que lhe parecia correto. Nesse sentido, a morte do Esdras representa a perda de um aliado da Uenf que em muitas ocasiões se mostrou mais defensor da universidade do que muitos que estiveram ou ainda estão dentro dela.

Outra briga que o Esdras assumiu e que acabou lhe custando dissabores fortes foi a defesa dos pequenos agricultores expropriados pelo governo do Rio de Janeiro para a implantação do Porto do Açu. Apesar de ter sido um entusiasta da implantação do porto, o Esdras assumiu a defesa das famílias do V Distrito de São João da Barra quando verificou o tratamento desumano que foi dado a elas.  Por essa postura, sempre respeitei as atitudes do Esdras, pois sabia que com ele, mesmo na discordância, havia espaço para o diálogo. E acima tudo serei grato, pois outros preferiram a posição cômoda de fingir que não estavam vendo o que estava sendo feito com famílias pobres que repentinamente tiveram suas terras tomadas em nome de um projeto de desenvolvimento que jamais se materializou.

Lamentavelmente não pude usufruir da companhia do Esdras nos últimos anos, e não consegui atender o convite que ele me enviou para estar na abertura de sua última mostra fotográfica, “Flores e Papiros”, que ocorreu recentemente no Galpão da Arte da Femac Móveis.  Mas se estivesse ido certamente teríamos compartilhado de boas gargalhadas, pois essa era uma marca registrada dos papos que  mantivemos ao longo da nossa convivência, mesmo em momentos em que não tínhamos concordância sobre um determinado assunto. E é a lembrança de sua poderosa gargalhada que sempre lembrarei do Esdras Pereira. E uma coisa é certa: gostando-se ou não dele, Esdras Pereira tinha uma personalidade que não passava despercebida.  

Descanse em paz Esdras Pereira!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s