Os significados da vitória da chapa 10 na reitoria da UENF

passoni

Passadas as eleições para a reitoria da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), este blog voltará sua atenção a outros temas que foram secundarizados nas últimas semanas. Mas antes disso, quero analisar um pouco os números desta eleição, principalmente entre os estudantes.  Vejamos então os resultados por segmento: nos docentes o placar foi 148 votos para a chapa 10 e 117 para a chapa 11. Já entre os técnicos, tivemos 172 votos para a chapa 10 e 178 para a chapa 11. E, finalmente, entre os alunos, 1.139 votaram na chapa 10 e 602 na chapa 11.

Ainda que numericamente o resultado que mais salta aos olhos seja o dos estudantes, eu diria que nos três segmentos a reversão foi absoluta em relação a quatro anos atrás quando Silvério Freitas foi eleito com a maioria nos três segmentos. Agora, após uma campanha acirrada, o que se viu foi que a chapa apoiada por Silvério Freitas venceu, e de forma apertada,  entre os técnicos.

Como participante do processo eu poderia me deixar levar por análises que percam o essencial dessa disputa. E para mim um elemento essencial é que tivemos uma vitória das novas tecnologias de comunicação social sobre as velhas formas de fazer política partidária. É enquanto a chapa apoiada pela reitoria teve um claro insucesso nas redes sociais e se concentrou na política do “toma lá, da cá” no seu propalado “corpo a corpo”, a chapa 10 nadou de braçadas no Facebook com uma forma bastante dinâmica de comunicar sua plataforma eleitoral.  Talvez essa diferença tenha sido, inclusive, a chave da impressionante diferença alcançada entre os estudantes.

Por outro lado, há que se narrar aqui o sentimento que eu percebi entre a maioria das pessoas com que conversei no dia seguinte à vitória da chapa 10: alívio! É que mesmo entre pessoas que se sentiram compelidas, sabe-se lá por quais motivos, a vitória da dupla Luís Passoni e Teresa Peixoto é um sinal de que a Uenf poderá agora retomar os trilhos que foram abandonados por mais de uma década. E acima de tudo alívio porque deveremos agora ter uma universidade que realmente se pense como parte da região onde está localizada como um agente fundamental para a geração de respostas estratégicas. E só isso já deixa as pessoas bem aliviadas.

Um comentário sobre “Os significados da vitória da chapa 10 na reitoria da UENF

  1. Certemante essa vitória foi muito bem vinda. Os profs. Passoni e Teresa têm um desafio enorme pela frente: gerenciar uma universidade com os miseráveis recursos providos pelo estado, ampliar suas fronteiras e criar uma nova mentalidade, um novo pensamento entre seus servidores, pois o que se via até então era “farinha pouca ? meu pirão primeiro”. Desejo muita saúde e sorte para os professores Passoni e Teresa e toda sua equipe.

    Curtir

Deixe uma resposta para George Maia Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s