Graças a Cabral e Pezão, RioPrevidência é prisioneiro de fundos abutres

cabral

Andei pensando no que  efetivamente anda acontecendo com o RioPrevidência cuja insolvência é atribuída à queda no recolhimento dos royalties do petróleo. Mas além da matemática não fechar, eu tinha uma vaga lembrança sobre uma lambança que fora cometida pela dupla Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão que teriam especulado no mercado internacional dando como garantia justamente o RioPrevidência, rebatizado de “Rio Oil Finance Trust”.

Aí fiz o que qualquer um faz hoje e fui fazer uma busca no Google, e não foi difícil achar uma série de matérias jornalísticas explicando o imbróglio que já em 2015 estava tornando o RioPrevidência uma presa dos chamados fundos abutres(e.g., Allianz, Pimco, BlackRock e UBS).

A mais reveladora para mim veio justamente pela pena do jornalista Rennan Setti para o jornal O GLOBO (Aqui!).  Logo no parágrafo introdutório, Rennan Setti afirmou que “Precisando pagar dívidas, o fundo de previdência dos servidores do Estado do Rio captou, ano passado, US$ 3,1 bilhões com títulos de dívida em dólar. Foi uma operação exótica, pois nunca um fundo de pensão brasileiro havia emitido dívida lá fora e o lastro dos bonds foram os royalties de petróleo que a autarquia receberia no futuro.”

rioprevidencia

A parte mais reveladora para mim foi que a venda de títulos do RioPrevidência no exterior teria sido, nas palavras do jornalista, uma “operação exótica”.  Para mim, o exótica fica por conta de Ronnan Setti, pois a novidade um fundo de pensão brasileiro emitindo dívida em dólares não me parece ser apenas “exótico”, mas algo muito mais grave.

E o interessante é que em diferentes artigos e sob a assinatura de diferentes jornalistas, o próprio O Globo deu informações seguidas sobre o arresto de bens do RioPrevidência e de acordos dos seus gestores com os fundos que adquiriram os títulos do “Rio Oil Finnance Trust” (Aqui! e Aqui!). E obviamente os “acordos” envolveram o pagamento de multas e a elevação das taxas de juros. 

A aposta dos gestores do RioPrevidência era de que esse acordo estancaria a sangria dos recursos do fundo de previdência dos servidores estaduais. Entretanto, todo o drama que está assistindo neste momento mostram que esta foi mais uma aposta furada do (des) governo do Rio de Janeiro. E obviamente agora o prejuízo está sendo colocado no colo dos aposentados, enquanto as futuras aposentadorias correm um risco tremendo de se tornarem um imenso calote para os servidores que hoje estão na ativa e recolhendo para o RioPrevidência.

E pensar que a presidente Dilma Rousseff está sofrendo impeachment, inclusive com os votos dos seus antigos aliados que (des) governam o Rio de Janeiro, por meras jogadas contábeis!

23 comentários sobre “Graças a Cabral e Pezão, RioPrevidência é prisioneiro de fundos abutres

  1. Pingback: Graças a Cabral e Pezão, RioPrevidência é prisioneiro de fundos abutres | ori3

  2. Pingback: Fundos abutres e especuladores imobiliários, e não pensionistas, deverão ser beneficiados pela venda de imóveis públicos no RJ | Blog do Pedlowski

  3. Pingback: Em abril, Jornal da Record já mostrava a verdadeira raiz da crise do RioPrevidência | Blog do Pedlowski

  4. Isso que você viu não foi colocado na mídia com tanta evidência, e colocaram a culpa na queda dos royalties, mas o rombo está feito e não tem nenhum juiz com moral pra prender esse aí que nem foro privilegiado tem?

    Curtir

  5. Pingback: Servidor público: a vítima que não passa de um bode na sala | Blog do Pedlowski

  6. Pingback: Alerj vai criar fundo suplementar provisório para o RioPrevidência. Enquanto isso nada se apura sobre a “Operação Delaware” | Blog do Pedlowski

  7. Pingback: Na surdina, (des) governo do Rio de Janeiro envia projeto de lei (PL 2028/2016) para mudar concessão de aposentadorias e pensões dos servidores estaduais | Blog do Pedlowski

  8. Pingback: RioPrevidência: Fitch prevê que a agonia dos aposentados vai aumentar | Blog do Pedlowski

  9. Pingback: Enquanto servidores agonizam, corporações nadam nas benesses fiscais | Blog do Pedlowski

  10. Pingback: Voltas que o mundo dá: operação que resultou na bancarrota do RioPrevidência recebeu 2 prêmios por sua excelência, com direito a festa de gala | Blog do Pedlowski

  11. Pingback: Pacote do arrocho atinge duramente servidores e população, mas farra fiscal permanece intocada | Blog do Pedlowski

  12. Pingback: A conexão Delaware e seus múltiplos negócios no RJ | Blog do Pedlowski

  13. Pingback: Depois do RioPrevidência, Pezão quer entregar o estado aos fundos abutres | Blog do Pedlowski

  14. Pingback: Securitização do RioPrevidência, um escândalo ainda sem apuração | Blog do Pedlowski

  15. Pingback: Acorda servidor! Pezão e Meirelles querem confiscar salários para fazer a alegria dos fundos abutres! | Blog do Pedlowski

  16. Pingback: Aumentam os problemas do (des) governador Pezão. TCE finalmente “descobre” Operação Delaware que causou rombo bilionário no RioPrevidência | Blog do Pedlowski

  17. Pingback: Os fundos abutres serão os únicos a ganhar se Alerj aumentar contribuição previdenciária dos servidores | Blog do Pedlowski

  18. Pingback: Tendo conseguido o aumento na contribuição, (des) governo Pezão agora prepara confisco de aposentadorias | Blog do Pedlowski

  19. Pingback: Para esconder operação Delaware, (des) governo Pezão infla gastos com pessoal | Blog do Pedlowski

  20. Pingback: Antes de (re) reformar o RioPrevidência, Wilson Witzel deveria auditar a “Operação Delaware” | Blog do Pedlowski

  21. Pingback: Alerj finalmente terá CPI para apurar a Operação Delaware que faliu o RioPrevidência | Blog do Pedlowski

  22. Pingback: Operação Delaware: CPI na Alerj e relatório do TCE desvelam segredos de transação que faliu o RioPrevidência | Blog do Pedlowski

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s