Manchete síntese do LeMonde: no Brasil, o reino da impunidade

O jornal Le Monde publicou no dia 28/02 uma matéria assinada pela jornalista Claire Gatinois sobre a situação política no Brasil e a condição deplorável do governo “de facto” que merece entronizada pela sua capacidade de síntese da nossa realidade política, começando pelo título “Au Brésil, le règne de l’impunité“, o que em português equivale a algo como “No Brasil, o reino da impunidade” (Aqui!).

lemonde

A matéria aborda a crise que engolfa o (des) governo Temer por causa da sua implicação no em casos de corrupção e também pela táticas consideradas ambíguas para responder ao processo de desgaste popular que isto implica, e sobra ainda uma menção para a indicação do tucano Alexandre de Moraes para ocupar a vaga  aberta pela morte de Teori Zavasck no Supremo Tribunal Federal.

Esta matéria e outras que estão circulando na imptensa internacional representam um duro golpe na capacidade de sobrevivência do (des) governo Temer menos pelo aspecto político interno, onde as panelas dos coxinhas continuam guardadas, mas mais pelo desgaste que isto causa na confiabilidade que o Btasil possui para atrair os tão necessários investimentos internacionais que poderiam alavancar um processo de retomada econômica. É que a não ser por aqueles setores que se aproveitam da exploração de commodities agrícolas e minerais e internalizam os riscos políticos na forma de taxas grandiosas que acarretam degração ambiental e regressão de direitos sociais, poucos se interessam em estar num país com um governo tão impopular e desacreditado como é o liderado pelo presidente “de facto” Michel Temer.

 

2 pensamentos sobre “Manchete síntese do LeMonde: no Brasil, o reino da impunidade

  1. Marco Antônio disse:

    A impressão que tenho é que o problema para a grande maioria dos brasileiros não é e nunca foi a corrupção, e sim a simples luta contra os políticos com os quais eles não se identificam. Explico: tanto os adeptos da esquerda (PT), vulgo “mortadelas”, quanto os da direita (PSDB), vulgo “coxinhas” – essa divisão que não existe no mundo real, pois dizia FHC que a diferença entre o PSDB e o PT era que o PT estava no poder – ficam mostrando as mazelas do adversário e endeusando seus líderes. Visitando tanto os blogs de esquerda como os de direita reparo que só há ataques e acusações aos adversários políticos e quando entra uma pessoa nestes blogs com argumentos contra, ela é agredida verbalmente, reparo que nunca há uma resposta com base em argumentos/reflexões, apenas xingamentos e insultos. O mortadela enxerga apenas os crimes da direita, assim como o coxinha enxerga apenas os crimes da esquerda e esta reportagem do Le Monde, na minha opinião, evidencia isto… pois até o presente momento desde a posse do Temer não escutei uma panela ser batida… e motivos o Temer deu e dá de sobra para isso…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s