Crise financeira da Uenf: mais um furto/vandalismo expõe a fragilidade da segurança

Se ainda fossem necessários exemplos de como o abandono da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) está propiciando a ocorrência de diversos casos de furto mesclados com atos de bandalismo, outra unidade foi alvo de ataque por parte de ladrões na madrugada deste domingo (07/05).

O caso de hoje afetou a unidade experimental do Setor de Forragicultura do Laboratório de Zootecnia (LZO) do CCTA no Colégio Agrícola Antonio Sarlo (ver imagens abaixo).

As informações que chegaram após o rescaldo inicial por membros do setor dão conta que apenas miudezas foram roubadas, os quais foram recuperados após uma rápida ação policial.

Assim, o maior problema de mais este caso envolvendo a Uenf é que estão esperando (no caso os membros do (des) governo Pezão), que algo algo de muito ruim aconteça para tomarem as devidas providências para restaurar a segurança dentro das unideades acadêmcias da universidade de Darcy Ribeiro.

 

 

 

8 pensamentos sobre “Crise financeira da Uenf: mais um furto/vandalismo expõe a fragilidade da segurança

  1. Logullo disse:

    Vamos fechar os portões………..

    • Logullo, fechar o portão jamais. O que precisamos é que o (des) governo do Rio de Janeiro abra o cofre de onde só sai dinheiro para os bancos e fundos abutres que dominam atualmente o tesouro estadual.

      • Newton Ruiz Sanches Junior disse:

        Me estranha esta resposta Professor, pois eu me lembro do Senhor apoiando a fechada dos portões da uenf e inclusive na epoca foi colocado correntes e cadeados no portão do hospital veterinário.

      • Newton, creio que o seu erro é tomar tanto a afirmação do professor Logullo como a minha resposta da forma literal. É que uma coisa é fechar o portão por um dia ou dois, outra coisa é fechar mesmo. Além disso, como sabe que eu apoiava o fechamento dos portões? O que fiz na maioria das vezes foi ir lá e mostrar a minha solidariedade aos estudantes, o que não quer dizer que eu apoiava a posição deles. Mas certamente não espere de mim ações como a de um docente que jogou o carro contra os estudantes para entrar e fazer sabe-se o que dentro de um campus vazio. Em suma, nem tanto o céu, nem tanto a terra.

  2. Newton Ruiz Sanches Junior disse:

    Professor que fato alarmante o que o senhor expôs em sua resposta, qual foi o docente que jogou o carro em cima dos estudantes? Pois não soube deste episodio. Os estudantes estão bem? Pois agora fiquei preocupado….

    • Isto ocorreu num dos fechamentos de portão e a informação circulou de forma até restrita, mesmo porque os estudantes resolveram não prestar queixa na delegacia. Felizmente, ninguém ficou ferido e a vida seguiu. Este tipo de ocorrência é que me faz ter reservas quanto à tática do fechamento de portões. Nunca se sabe quando a sorte pode acabar para ambos os lados. E como ficou demonstrado no dia 28/04, quando todos entendem porque parar, o campus fica vazio e ninguém é obrigado a colocar correntes nas entradas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s